Huffpost Brazil

UberÁGUA: Uber de Belo Horizonte levará água doada às vítimas de Governador Valadares quando for acionado

Publicado: Atualizado:
UBER
Montagem/Getty Images/Estadão Conteúdo
Imprimir

O aplicativo Uber irá coletar doações de água em Belo Horizonte (MG) e as levará gratuitamente para uma rede de superercados que encaminha água para as cidades com o abastecimento suspenso por conta do rompimento das barreiras da mineiradora Samarco.

Dos dias 16 a 18 de novembro, o aplicativo na capital mineira terá a opção "UberÁGUA". Uma vez acionada, os motoristas buscam água gratuitamente na casa do doador e encaminham para a rede de supermercados Verdemar.

A rede distribui água para as cidades que tiveram o abastecimento de água suspenso, como Governador Valadares e outras vizinhas menores, como Periquito, Galiléia, Tumiritinga e Alpercata.

A cidade de Governador Valadares vive um momento de desespero, com 280 mil habitantes sem água.

Segundo o jornal Estado de Minas, os moradores chegaram a buscar água em um canal de esgoto na sexta-feira (13) e o primeiro carregamento de 300 litros de água chegou à cidade contaminado com querosene e considerado impróprio para consumo.

Outras formas de ajudar

Para doações fora do município, a prefeitura de Mariana disponibilizou uma conta bancária no Banco do Brasil através do CNPJ: 18.295.303/0001-44, Agência: 2279-9, Conta Corrente: 10.000-5.

Moradores da cidade podem levar os donativos durante todo o dia ao Centro de Convenções Alphonsus Guimaraens, na Rua Avenida Getúlio Vargas, s/n, Centro.

Para as famílias da região que estiverem dispostas a acolher desabrigados, é necessário preencher um cadastro de voluntários que está sendo feito na Arena Mariana, na Avenida do Contorno, no centro.

Entenda o caso

Uma barragem de rejeitos da mineradora Samarco rompeu-se na tarde do dia 5 de novembro, entre as cidades mineiras de Mariana e Ouro Preto, a cerca de 100 km da capital Belo Horizonte (MG).

Com o acidente, o distrito de Bento Rodrigues, foi alagado, e as cidades vizinhas temem a avalanche de lama que se alastra. Até o momento foram contabilizadas 11 mortes pela tragédia.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:


MAIS SOBRE MARIANA NO HUFFPOST BRASIL:

Close
A tragédia de Mariana
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção