Huffpost Brazil

Lucas Lucco aborda depressão com sinceridade: 'É uma ferida que você não consegue ver'

Publicado: Atualizado:
LUCAS LUCCO
Montagem/Instagram
Imprimir

Existe uma certa crença popular em nossa sociedade de que pessoas famosas e bem-sucedidas tenham “tudo na vida” e, portanto, não têm com o que se preocupar. Tudo tranquilo, tudo favorável.

Porém, na década de 80, a atriz vencedora do Oscar Patty Duke (morta neste ano) quebrou esse tabu ao falar abertamente de seus problemas de saúde mental. Falar sobre eles, reconhecê-los, já era um passo para substituir o tabu pela melhoria da qualidade de vida. E qualidade de vida não é uma garantia quando se tem fama e sucesso.

Desde então, mais e mais famosos têm abordado suas angústias: Adam Clayton, baixista do U2; o ator Wentworth Miller, que ficou conhecido pelo seriado Prison Break; a modelo e atriz Cara Delevingne. Sem contar o suplício da cantora Amy Winehouse, ostensivamente explorado pelos paparazzi.

O cantor e ator Lucas Lucco já tinha usado as redes sociais no ano passado para mencionar seus problemas com a depressão e a síndrome do pânico.

Em uma série de Snapchats feitos nesta semana, ele se diz mais preparado para falar sobre o assunto. “Eu não queria ser reconhecido como 'o cara que ficou doente'”, afirma, sobre os vários pedidos de entrevista que ele recusou. “Eu queria falar disso como eu estou agora, bem.”

“A depressão e a síndrome do pânico... é inexplicável. É uma das piores doenças que existem porque é uma ferida que você não consegue ver. As pessoas que estão ao redor não conseguem enxergá-la. Ela está dentro de você”, explica.

“Às vezes pode até ficar parecendo frescura, um monte de coisa, mas não. É uma dor muito grande. É uma sensação de morte o tempo todo. É um medo de morrer muito grande.”

Em um dos snaps, ele relata um episódio em que teve uma crise de pânico no meio do trânsito:

“O carro começou a ‘encolher comigo’ no meio do trânsito. Eu tive que sair, deixar o carro de porta aberta, sentar no meio-fio e esperar que aquilo passasse.”

“O trânsito me deixava muito nervoso. Tinha muito medo. Da morte mesmo, não conseguia sair de casa. E às vezes, em meio a essa tempestade, eu tinha momentos bem difíceis mesmo.”

Lucco diz ter recorrido à ajuda psiquiátrica, ao apoio da família e à religião.

“Eu realmente tomei remédio por bastante tempo. Até hoje eu tomo alguns, mas estou parando já, aos poucos. Foi um momento muito difícil, pra mim e pra minha família.”

O cantor e ator diz que foi preciso pensar no que estava acontecendo. A fama tinha chegado muito rapidamente. O excesso de trabalho e as preocupações estavam começando a afetar sua rotina, então ele precisou se afastar.

“Eu me preocupo muito com tudo e com todos. Às vezes eu até esqueço de mim. Isso me torna uma pessoa muito preocupada e que consequentemente gosta de carregar o mundo inteiro nas costas. Isso começou a ficar mais complicado e aconteceram coisas que me deixaram muito triste.”

“Do nada eu não conseguia sair de casa. Faltei em alguns dias de gravação da novela e não fui a um show em Curitiba. Os shows que eu conseguia fazer eram com muita dificuldade. Mas, no palco, eu era o mesmo. Não podia transparecer isso para as pessoas. Todo mundo vai no show da gente para ter alegria, levar alguma coisa pra casa. O meu trabalho é como qualquer outro. Um médico, por exemplo, não pode levar problemas para o consultório. Então eu tive que ficar fora para continuar fazendo o meu trabalho.”

“Durante essa turbulência, essa tempestade, eu consegui ter um tempo para pensar no que eu estava fazendo de errado, no que eu podia melhorar, o que estava acontecendo de verdade. Eu tive um apoio muito grande da minha mãe e do meu pai, e do meu irmão também.”

Este vídeo compilou os snaps de Lucco:

LEIA MAIS:

- Lucas Lucco revela angústia permanente e uso de remédios controlados: 'O pior tá dentro de mim'

- Baixista do U2, Adam Clayton diz estar mais feliz por superar seus problemas de saúde mental

- Wentworth Miller, de "Prison Break", escreve desabafo emocionante após sua foto virar piada

- Essas 12 pessoas bem sucedidas vão revolucionar seu conceito sobre a depressão

Também no HuffPost Brasil

Close
Famosos que falaram abertamente de saúde mental
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção