Huffpost Brazil

Até 'Deus' está indignado com o Congresso na paródia do 'Zorra' (VÍDEO)

Publicado: Atualizado:
Imprimir

Até Deus está indignado com os parlamentares brasileiros.

A votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, no Congresso Nacional no domingo dia 17, foi um show de fundamentalismo religioso – teve "open bar" de citações a Deus e até apologia ao crime de tortura.

No último sábado (23), o programa humorístico Zorra, da TV Globo, fez uma paródia desse momento nada bonito para a democracia brasileira. O personagem Deus, um dos nomes mais usados pelos deputados e deputadas para justificar o voto a favor do impeachment de Dilma, foi retratado como uma entidade nem um pouco feliz por isso.

Em uma reunião com outros ícones religiosos, Deus é recebido friamente pelos "colegas", que dizem estar insatisfeitos com a "relação" do Todo-Poderoso com os parlamentares corruptos e conservadores que votaram a favor do impeachment.

"Domingo? Eu descanso no sétimo dia! O quê que aconteceu no domingo passado?", diz. "Já sei. Usaram meu nome de novo. Usaram ou não usaram?"

Na esquete Câmara dos Deuses, Deus não reconhece sua bancada no Congresso e diz que não é representado pelos parlamentares.

"Eu já sei o que vou fazer. Vou falar com o chefe deles", diz Deus.

O pior, segundo um dos colegas do barbudo, é que o tal chefe "acha que é o Senhor".

LEIA MAIS:

- Ao que tudo indica, nova temporada do 'Zorra' estreia na Globo com humor antenado (e de olho na internet)

- 14 coisas que aconteceram enquanto Cunha atrasa o Conselho de Ética

Também no HuffPost Brasil:

Close
Impeachment na Imprensa Internacional
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção