Huffpost Brazil

Os estudantes de SP voltam às ruas e querem saber: Cadê a merenda?

Publicado: Atualizado:
Imprimir

etec

Cadê a merenda? É o que os estudantes querem saber:

“Graças aos desvios da verba pública, além do fechamento silencioso de ciclos, turnos e salas. Os professores da rede estadual estão sendo continuamente desrespeitados por esse governo, que negou o bônus de desempenho, que seria oferecido em troca de um reajuste salarial insignificante. O bônus ficou em menos da metade do benefício concedido”.

O texto foi publicado pelos estudantes da página do evento do Facebook que convocou os alunos para a manifestação que acontece nas ruas de São Paulo nesta quinta-feira.

estudantes 2


estudantes 3

A concentração do ato começou às 8h, no vão-livre do Museu de Arte de São Paulo (MASP), na Avenida Paulista. E, por volta das 10h40, eles tomaram o sentido Consolação da Avenida Paulista.

A marcha dos estudantes foi até a Secretaria Estadual de Educação e depois o ato será encerrado em frente ao Centro de Paula Souza, órgão responsável pelas ETECs. Os estudante chegaram ao destino final por volta das 12h30.

Segundo a Agência Brasil, antes do atos, a Polícia Militar chegou a dizer que usar "as medidas necessárias" caso alguma avenida da cidade ficasse bloqueada por mais de 10 minuto. A ameaça não se concretizou.

Fraudes
educação 4

Uma força-tarefa da Polícia Civil e do Ministério Público investiga, na Operação Alba Branca, deflagrada no dia 19 de janeiro, um esquema de fraude na compra de merenda escolar de prefeituras e do governo paulista. Segundo o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) de Ribeirão Preto, as fraudes na contratação da merenda, ocorridas entre 2013 e 2015, chegam a R$ 7 milhões, dos quais R$ 700 mil foram destinados ao pagamento de propina e comissões ilícitas.

De acordo com o Gaeco, os crimes envolvem 20 municípios: Americana, Araras, Assis, Bauru, Caieiras, Campinas, Colômbia, Cotia, Mairinque, Mairiporã, Mogi das Cruzes, Novaes, Paraíso, Paulínia, Pitangueiras, Ribeirão Pires, São Bernardo do Campo, Santa Rosa de Viterbo, Santos e Valinhos.

LEIA TAMBÉM:

- O que acontece com investigado da 'máfia da merenda'? Ganha cargo novo!

- Por que os deputados de SP não analisam a 'Máfia da merenda'?

- Enquanto ele ostenta propina, crianças de SP sofrem com fraude na merenda

Também no HuffPost Brasil

Close
SP: A força dos alunos das escolas ocupadas
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção