Huffpost Brazil

Guilherme de Pádua deve mais de 500 salários mínimos para Gloria Perez por danos morais

Publicado: Atualizado:
GUILHERME DE PADUA
Guilherme de Pádua foi condenado a 19 anos por morte de atriz | Reprodução/Instagram
Imprimir

Quase 24 anos depois do brutal assassinato da atriz Daniella Perez, a mãe dela, Gloria Perez, e o viúvo Raul Gazolla ainda aguardam indenização dos assassinos Guilherme de Pádua e Paula Nogueira de Almeida, condenados em 1997 a 19 e 18 anos de prisão respectivamente.

Decisão da 7ª Câmara Cível do Rio de Janeiro, publicada em acórdão em 2002, fixa em 500 salários mínimos a indenização por danos morais que cada um dos responsáveis pelo homicídio deve pagar tanto à novelista quanto ao ator. A dívida total deve ser calculada com base nos valores de 1992.

O desembargador Paulo Gustavo Rebello Horta também determinou que Pádua e Nogueira arquem com as despesas do funeral da atriz, estimadas em cinco salários mínimos, além dos custos do processo.

Essa ação indenizatória se arrasta na Justiça há mais de 15 anos porque os réus alegam que não possuem bens para penhorar e pagar a indenização.

Em 2005, Nogueira entrou com ação para justificar que não possuía esses recursos.

Segundo o advogado de Gloria Perez e Raul Gazolla, Paulo Cezar Pinheiro, ainda não há previsão para o pagamento dessas indenizações.

Pádua ficou sete anos preso e, ao cumprir 1/3 da pena, foi libertado.

Atualmente, provoca frisson e uma enxurrada de críticas no Instagram ao postar fotos de seu dia a dia, em viagens, na malhação, com animais domésticos e em ações da igreja evangélica a qual se converteu:

Close
Guilherme de Pádua mostra rotina no Instagram
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

LEIA MAIS:

- Tremembé: veja quem são os criminosos famosos que já passaram pela penitenciária (FOTOS)

- Bandido mais procurado de São Paulo, Roger Abdelmassih é preso no Paraguai