Huffpost Brazil

'Não tem arrego!': O momento em que a Polícia Militar deixa a ocupação dos estudantes em SP

Publicado: Atualizado:
Imprimir

"Não tem arrego!
Não tem arrego!
Não tem arrego!"

"Não acabou, tem de acabar...
Eu quero o fim da Polícia Militar!"

A Justiça exigiu nesta segunda-feira a imediata suspensão de qualquer ato da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do governo Geraldo Alckmin (PSDB) que envolva entrar no Centro Paula Souza, como fez a Polícia Militar (PM), ontem, irregularmente, de acordo com a Justiça.

O vídeo acima, produzido pela Revista Vaidapé, capta os momentos em que os policiais deixam a sede Centro Paula Souza, órgão responsável por administrar o ensino técnico no estado (Etecs), na região da Luz, no Centro de São Paulo.

Entre os gritos de ordem dos estudantes foram:

"Chega de chacina
Eu quero fora, PM assassina!"

"Boa noite, Seu Geraldo, como vai?
Filho do Cunha!"

"O Estado veio quente, nóis já tá fervendo!
Quer desafiar? Não estou entendendo...
Mexeu com os estudantes, você vai sair perdendo!"

Nesta terça-feira, estão ocupadas as Etecs nos bairros do Bom Retiro, Vila Leopoldina, e Santa Ifigênia, que funciona junto com a sede. Há ainda relatos de ocupação nas Etecs: Paulistano, Pirituba, Jaraguá e Embu. É o sexto dia de ocupações em São Paulo.

Os protestos acontecem contra a chamada "máfia da merenda", mas os alunos alegam também a precarização da educação e os cortes nos repasses para a educação.

O outro lado
pm estudantes
O Centro Paula Souza diz aguardar a Justiça em relação à conciliação com os estudantes. O vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Márcio França (PSB), afirma haver disposição para ouvir uma comissão de alunos para dialogar, mas os estudantes negaram.

O governo afirma ainda que 100% das Etecs passaram a oferecer alimentação escolar desde ontem.

LEIA TAMBÉM:

- Faz sentido enviar tropa da PM a local de ocupação de estudantes?

- Estudantes 'mais experientes' dão reforço à ocupação contra máfia da merenda

- O que querem os estudantes que ocupam 68 escolas no Rio de Janeiro

Também no HuffPost Brasil

Close
SP: Protesto contra 'Máfia da Merenda'
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção