Huffpost Brazil

TIM libera SMS de graça até que o WhatsApp volte a funcionar

Publicado: Atualizado:
TIM
Montagem/Reprodução/Facebook
Imprimir

Em meio ao caos nas telecomunicações no Brasil, com bloqueio do WhatsApp e ameaça de franquia de internet fixa, a TIM resolveu facilitar um pouco a vida dos consumidores e anunciou que vai liberar SMS de graça até que o bloqueio do aplicativo WhatsApp termine, que deve acontecer somente na próxima quinta-feira (5).

O anúncio foi feito ontem, no Facebook: "Como forma de reduzir eventuais impactos pela suspensão do WhatsApp e mantendo nosso compromisso com os clientes, informamos que, a partir de agora até o período em que o aplicativo estiver bloqueado, em função de decisão judicial, o uso de SMS será gratuito para vocês continuarem enviando mensagens", escreveu a operadora.



A iniciativa abrange seus 67 milhões de consumidores, que não pagarão as tarifas de mensagens de texto. Alguns planos já incluem troca de SMS gratuita, mas planos mais antigos ainda cobram adicionais de R$ 0,30 por dia pelo serviço.

Até agora, a TIM foi a única a anunciar uma ação a favor do consumidor desde que a Justiça determinou o bloqueio do WhatsApp por 72 horas. A Vivo, Claro, Nextel e Oi apenas informaram que estão cumprindo a decisão.

A ação foi elogiada por usuários, mas também alvo de críticas sobre sinal fraco, cobrança indevida e preço dos serviços.

"A Tim está cada vez mais subindo no conceito de várias pessoas. Incrível o que esta empresa está fazendo, dessa forma vão ser líder no Brasil fácil fácil. Parabéns a Tim e seus responsáveis", elogiou um usuário. " TIM Brasil Faça diferente também na internet pré e pós, deixando-as ilimitadas de verdade ou pelo menos não interrompendo o serviço depois que acaba a franquia", comentou outro.

Bloqueio

O WhatsApp foi bloqueado na última segunda-feira, a partir das 14 horas, conforme a determinação do juiz Marcel Maia Montalvão, da Justiça de Sergipe.

O WhatsApp entrou com recurso para voltar com os serviços, mas na manhã de hoje, o desembargador Cezário Siqueira Neto, do tribunal de Justiça de Sergipe, manteve a medida cautelar que suspende o aplicativo por 72 horas em todo território nacional.

LEIA MAIS:

- Justiça nega recurso do WhatsApp e mantém bloqueio por 72 horas

- Por que o juiz Marcel Maia Montalvão é o inimigo número 1 do Facebook e do WhatsApp

Também no HuffPost Brasil

Close
Direitos que você pensa que tem, mas...
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção