Huffpost Brazil

Ao encontrar Obama, ela não aguentou a emoção e fez o que também gostaríamos de fazer ❤

Publicado: Atualizado:
Imprimir

Mari Copeny  é uma garotinha de oito anos que vive em Flint, no Michigan. Indignada com a crise que envolve a saúde pública em sua comunidade, ela resolveu escrever para a autoridade máxima do seu país: o presidente Barack Obama.

"Eu sou uma das crianças afetadas por essa água, e estou fazendo o meu melhor para protestar e falar por todas as crianças que vivem aqui", contou ela em sua carta, onde pedia ainda para encontrar o presidente quando fosse a Washington.

Desde 2014, a água que sai das torneiras da cidade é turva e contaminada com alta concentração de agentes tóxicos. De acordo com a Reuters, o problema todo foi causado por uma falha do governo, que não soube tratar a água corretamente.

Obama esteve lá na quarta-feira (4) e, além de beber a água da cidade para assegurar à população que a situação está sob controle, também encontrou Mari.

O encontro já estava combinado desde o final do mês passado, quando Obama respondeu à carta da jovem.

"Você está certa ao dizer que os presidentes são geralmente ocupados, mas a verdade é que, na América, não há nenhum título mais importante do que o de cidadão. E eu estou muito orgulhoso que você esteja usando sua voz para falar em nome das crianças de Flint."

A jovem, que conheceu Obama, também foi citada no discurso do presidente que comentou a gravidade da situação da comunidade, uma das com maior número de moradores afro-americanos. "Eu ficaria feliz de encontrar Mari em Washington, mas quando algo assim acontece, uma jovem menina não deve ir para Washington para ser ouvida. Eu pensei que seu presidente deve vir a Flint para encontrar com ela".

Também no HuffPost Brasil

Close
Estilos de Obama
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção