Huffpost Brazil

Citada no Panamá Papers, Emma Watson explica por que criou empresa offshore

Publicado: Atualizado:
EMMA WATSON
Actress Emma Watson arrives at the Metropolitan Museum of Art Costume Institute Gala (Met Gala) to celebrate the opening of "Manus x Machina: Fashion in an Age of Technology" in the Manhattan borough of New York, May 2, 2016. REUTERS/Eduardo Munoz | Eduardo Munoz / Reuters
Imprimir

Emma Watson, atriz famosa por sua personagem Hermione, em Harry Potter, e por seus discursos em apoio ao feminismo, teve o seu nome citado ao lado de outras celebridades na lista do Panamá Papers, que revelou uma série de documentos a respeito de empresas e contas offshore.

De acordo com a Time, a assessoria da atriz não hesitou em afirmar que ela não obteve qualquer vantagem monetária ou qualquer benefício fiscal por ter criado uma empresa nas Ilhas Virgens Britânicas. O único objetivo da offshore, segundo eles, levou em conta o seu desejo de garantir os direitos ao anonimato e a privacidade dela.

"Emma (como muitos indivíduos de perfil público) criou uma empresa offshore com o único propósito de proteger seu anonimato e a sua segurança. Empresas do Reino Unico são obrigadas a tornar público detalhes de seus acionistas e, portanto, não asseguram o anonimato necessário exigido para proteger sua segurança pessoal, que tem sido posta em causa no passado devido a essa informação estar disponível ao público."

O nome da atriz aparece na lista ao lado de celebridades como Jackie Chan, Messi, Simon Cowell, Sarah Ferguson e diversos líderes mundiais.

LEIA MAIS:

- Os Panama Papers dão mais provas de que o livre comércio não é realmente livre

- Ministro espanhol renuncia por supostos negócios em empresa offshore

- Emma Watson usa vestido feito de garrafas plásticas recicladas e ARRASA no Met Gala em Nova York

Também no HuffPost Brasil

Close
Frases inspiradoras de famosas sobre o feminismo
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção