Huffpost Brazil

No Facebook, Dilma chama afastamento de 'golpe' e 'injustiça histórica'

Publicado: Atualizado:
ROUSSEFF
ASSOCIATED PRESS
Imprimir

Com a aprovação do processo de impeachment pelo Senado nesta quinta-feira (12), a presidente Dilma Rousseff se pronunciou na página do Facebook dizendo que seu afastamento é "golpe."

A petista, que deixará a Presidência da República por 180 dias, postou uma mensagem breve em seu perfil da rede social, na qual diz:

"Quanto mais uma palavra se aproxima da realidade que se quer esconder, maior o incômodo que seu uso traz."

O post também traz o vídeo de José Eduardo Cardozo, advogado-geral da União, em seu discurso de defesa na sessão do Senado. "O ministro José Eduardo Cardozo, da AGU Advocacia-Geral da União, lembrou que se está usando pretextos jurídicos para tirar do poder uma presidente legitimamente eleita do poder em uma injustiça histórica."



Mais cedo, assim que o afastamento foi decidido pelo Senado, Dilma fez outra postagem na qual alegou que o Senado Federal não conseguiu "apontar o crime cometido".



A presidente acompanhou toda a votação da admissibilidade do processo de impeachment no Palácio da Alvorada. O Senado aprovou a admissibilidade do impeachment por 55 votos favoráveis e 22 contrários. Estavam presentes no plenário 78 senadores.

A partir de agora, dará início à segunda fase da votação, presidida pelo presidente Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski. Será julgado se a presidente cometeu ou não crime de responsabilidade fiscal.

A votação deve ocorrer em seis meses e poderá culminar em sua cassação.

LEIA MAIS:

- Temer mantém cautela mas confirma posse de ministros para esta quinta

- Ajuste para todos os bolsos é a principal aposta do governo de Michel Temer

Também no HuffPost Brasil

Close
Impeachment: As reações da imprensa estrangeira ao afastamento de Dilma
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção