Huffpost Brazil

Como a história de Anita Hill inspirou o movimento de mulheres na política

Publicado: Atualizado:
Imprimir

O diretor Rick Famuyiwa se surpreendeu ao encontrar tantos jovens que desconheciam Anita Hill.

Essa descoberta é em parte o motivo pelo qual ele disse que, junto aos atores Kerry Washington e Wendell Pierce, estavam determinados em rever o legado de Hill e trazer a sua história de volta a um primeiro plano com o seu novo filme Confirmation, da HBO (assista ao trailer aqui).

“Fico feliz em saber que este filme será uma espécie de ponto de partida sobre quem ela é como foi essa parte esquecida da nossa história”, contou Famuyiwa, diretor do filme, ao The Huffington Post em uma exibição privada em Nova York semana passada. “Ainda ressoa nos dias de hoje”.

premiere of confirmation em hollywood
Anita Hill (L) e a atriz Kerry Washington estiveram presentes na estreia de Confirmation em Hollywood.

Confirmation mostra em uma série de crônicas as audiências do Comitê Judiciário do Senado que ocorreu em 1991 quando Hill, interpretada pela atriz Washington, testemunhou em suas acusações contra Clarence Thomas, então nomeado ao Supremo Tribunal de Justiça, interpretado por Pierce, por assédio sexual durante o período em que ele foi seu supervisor na Comissão de Oportunidades Iguais de Trabalho nos Estados Unidos (EEOC, nas siglas em inglês).

As declarações de Hill, inicialmente concedidas em entrevista privada ao FBI, vazaram na imprensa, fazendo que o comitê investigasse mais a fundo. Durante seu depoimento, Hill disse que após o vazamento “senti que tinha que dizer a verdade. Eu não poderia mais ficar calada”.

Na época das audiências, Hill era professora de direito da Universidade de Oklahoma e testemunhou dizendo que Thomas iniciara conversas com ela sobre atos sexuais obscenos e filmes pornográficos. Thomas, conservador convicto, sempre negou veementemente as acusações e eventualmente obteve confirmação e sucedeu Thurgood Marshall, como primeiro negro no Supremo Tribunal de Justiça.

Confirmation se concentra nos três extenuantes dias de audiências e examina a intersecção entre raça, sexo e política em um caso polarizado que dividiu os Estados Unidos da América.

“Foi um terremoto em termos de como lidamos com o assédio sexual e com a questão de raça”, disse Famuyiwa. “Embora não falemos muito sobre aquele evento, as suas repercussões na política e até na forma como cobrimos notícias desse tipo foram alteradas completamente por causa desse evento único”.

“Existe muito mais complexidade na vida. Trata-se de manter conversar e acabar com as injustiças e preconceitos onde quer que você os veja”. Kerry Washington

Race foi levada para o centro das atenções durante as audiências quando Thomas deu seu depoimento denunciando como “um linchamento bem elaborado para a arrogância dos negros” e insinuou que Hill estava sendo usada como manobra para destruí-lo.

Foi uma descrição tão condenatória que muitos, inclusive Hill, acreditou que incutia medo entre os membros do comitê exclusivamente masculino e branco que se distanciaram de desafiar totalmente a Thomas.

Esses momentos marcaram como os mais fascinantes no filme, incluindo o momento quando o advogado de Hill admite que as audiências teriam sido muito diferentes se Hill parecesse mais com a esposa de Thomas, uma mulher branca.

thomaz
Rompendo seu silêncio público de 16 anos sobre as confirmações das audiências, Thomas diz que Anita Hill foi uma funcionária medíocre, usada pelos seus oponentes políticos para que ela alegasse que tinha sido assediada sexualmente.

Finalmente, as audiências tornaram-se um caso típico de “ele disse, ela disse”. E embora Thomas ganhasse a confirmação com um voto de 52-48, o resultado não foi visto como fracasso por todos.

O depoimento de Hill atraiu a admiração e apoio das mulheres que receberam encorajamento, mais do que suficiente, por sua valentia ao falar sobre suas próprias experiências de assédio sexual.

“O assédio sexual era aquele pequeno segredo sujo que a maioria das mulheres guardava, mas não queriam falar”, contou Nina Totenberg da rádio americana NPR, a primeira repórter a noticiar a história de Hill, através do podcast político de quartas-feiras da rede de notícias. “Agora, de repente, aparece abertamente em várias partes. Mas todas essas experiências femininas silenciadas se materializaram em ligações que explodiram no Capitólio”.

O número de casos arquivados no EEOC dobrou em apenas dois anos e, em 1992, no ano seguinte à confirmação de Thomas, um número recorde de mulheres foram eleitas no Congresso, incluindo Carol Mosely-Braun — a primeira mulher negra eleita como senadora dos Estados Unidos. A imprensa até chamou de “O Ano da Mulher”.

anita hill sendo perseguida
Anita Hill é perseguida pela imprensa ao abandonar Norman, no campus de Oklahoma, brevemente antes do voto do Senado com a confirmação de Clarence Thomas para o Tribunal da Corte Suprema, 15 de outubro 15 de 1991.

Para a atriz Washington, aqueles retratos comoventes de Hill não eram tão distantes da mulher inteligente, destemida e franca interpretada na série “Scandal” estrelando Olivia Pope. A história de Hill é uma que ainda a inspira, e muitas outras mulheres, até os dias de hoje.

“Você pode dizer que ela perdeu, mas você também pode dizer que ela ganhou”, disse Washington. “Ela me ensinou muito sobre a importância de usar a sua voz e dizer a verdade. É importante para todas, não importa quem você seja, sentir que existe espaço no mundo para a sua verdade”.

Confirmation nos lembra dos obstáculos que mulheres como Hill enfrentam durante um período muito menos progressivo na história americana e é uma lembrança triste do sexismo e injustiça social que as mulheres ainda hoje enfrentam.

“Existe muito mais complexidade na vida”, disse Washington. “Trata-se de manter a conversa e acabar com as injustiças onde quer que você as veja. Trata-se de criar mudança com o tempo”.

Hill provou que apenas é necessária uma voz para fazer isso. É hora que todas nós prestemos atenção.

(Tradução: Simone Palma)

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Compartilhei minha experiência de assédio sexual e eis o que aconteceu

-Você sabe com quem está falando?

- Chega de #assédionotrabalho!

Também no HuffPost:

Close
18 mulheres fascinantes que tentaram candidatar-se à Presidência desde 1872
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção