Huffpost Brazil

Mulher do novo ministro da Casa Civil retuíta opinião de que ausência de mulheres em governo Temer é 'bobagem'

Publicado: Atualizado:
Imprimir

Simone Camargo, esposa do novo ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, retuitou, na tarde desta quinta (12), uma opinião contrária à representatividade das mulheres, dos índios e dos gays em sua conta do Twitter.

1

A notícia de que Temer é o primeiro presidente a não escolher mulheres para ministérios desde a ditadura militar, ganhou as redes sociais.

A postura do presidente interino vem sendo criticada por mulheres e feministas, mas aparentemente a advogada Simone discorda das críticas.

Em entrevista ao jornal EXTRA, Simone responsabilizou os partidos por não indicarem mulheres e disse que apenas pensa ser uma "cobrança prematura" em relação às nomeações de Temer: "Acho que fazer uma cobrança tão antecipada por ele ter tido que montar um ministério de maneira tão apressada é errado. Até porque o quadro ainda não está composto. Há ministérios e secretarias que ainda não tiveram nomes definidos”.

Após a entrevista, a advogada fez alguns tuítes se retificando sobre o assunto:

LEIA MAIS:

- Governo Temer define 'ordem e progresso' como slogan e internet não perdoa

- Letícia Sabatella não reconhece Temer como presidente: 'É só para tolos, ignorantes ou mal intencionados'

- Os homens investigados de Michel Temer

Também no HuffPost Brasil

Close
Os ministros de Temer
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção