Huffpost Brazil

Novo ministro do Planejamento desmente suposta postagem machista

Publicado: Atualizado:
JUC PRINT
Montagem/Reprodução/Agência Brasil
Imprimir

A reprodução de uma suposta postagem polêmica do novo ministro do Planejamento, Romero Jucá, está viralizando nas redes. O print seria de um comentário machista do ministro durante a primeira reunião ministerial, realizada na manhã desta sexta-feira (13).

Na suposta postagem, Jucá brincaria com a ausência das mulheres nos ministérios. "Participando da primeira reunião ministerial. Muitos condenam a ausência de mulheres, mas sem elas a reunião fica muito mais objetiva e produtiva, afinal o Brasil não tem tempo a perder", teria escrito em seu perfil no Facebook.

Assim que a imagem do "print" viralizou, Jucá soltou uma nota, também na rede social, desmentindo a publicação. "Estou sendo vítima nas #RedesSociais de ataques de pessoas ligadas ao #governo que foi afastado e adversários políticos", escreveu.

"Jamais diria algo que pudesse desrespeitar qualquer pessoa, principalmente as mulheres que exercem um papel fundamental no campo de trabalho. Sempre valorizei e incentivei a participação da mulher na vida pública, pois contribui consideravelmente para a modernização e transparência da gestão pública e no fortalecimento da política."

Com a mensagem, ele publicou uma comparação do suposto print com a qual seria a real publicação. "Vejam a postagem VERDADEIRA que fiz em minha página no Facebook."


De fato, Jucá publicou tal foto na reunião ministerial nesta manhã. O histórico da postagem também não tem qualquer menção ou brincadeira machista sobre a ausência das mulheres no encontro.


Mesmo assim, muitos usuários acusaram o ministro de ter apagado o post e feito outro em seguida. "A pessoa se arrepende apaga a postagem, mas existem os prints amigo. E aí não tem como desmentir mais. Fica a dica e aproveita e muda essa opinião!", escreveu uma internauta. Outros cobraram por mais respostas: "Entendo, mas precisa saber de onde realmente vem essas calunias! Vc tem provas de quem está acusando?"

O presidente interino, Michel Temer, vem recebendo duras críticas desde que nomeou apenas homens brancos para o primeiro escalão do novo governo. Nesta sexta, Eliseu Padilha, da Casa Civil, afirmou que Temer buscou mulheres para ocupar cargos no ministério, mas não foi possível nomeá-las.

LEIA MAIS:

- 'Tentamos buscar mulheres, mas não foi possível', diz ministro Eliseu Padilha

- Democracia só se realiza com participação feminina, diz representante da ONU Mulheres

Também no HuffPost Brasil

Close
Impeachment: As reações da imprensa estrangeira ao afastamento de Dilma
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção