Huffpost Brazil

Logo do governo de Michel Temer usa bandeira da época da ditadura

Publicado: Atualizado:
BANDEIRA
reproduçao
Imprimir

Acre, Amapá, Roraima, Rondônia e Tocantins foram literalmente esquecidos pelo governo do presidente em exercício Michel Temer. E não estamos falando de políticas públicas, ministérios ou leis, mas de um símbolo um pouco mais delicado, porém problemático: as estrelas que estampam a bandeira do slogan do recente governo.

De acordo com a Folha de S. Paulo, o logotipo do presidente em exercício se baseia em uma versão desatualizada da bandeira do Brasil, que vigorou entre 1960 a 1968, época da ditadura Militar, e que continha apenas 22 estrelas representantes dos estados.

bandeira

Hoje, a versão atual da bandeira do país tem 27 estrelas que representam todos os territórios e o Distrito Federal.

No símbolo escolhido pela gestão Temer não estão representados o Acre, que foi inserido a partir de 1968, e os estados Amapá, Roraima, Rondônia e Tocantins, que só entraram na versão de 1992. Ainda, de acordo com a Folha, esta última mudança a estrela que representava o extinto estado da Guanabara passou a simbolizar o Mato Grosso do Sul.

A bandeira retrógrada é acompanhada da frase de efeito "Ordem e Progresso", lema da escola filosófica e religiosa do positivismo de Augusto Comte.

brazilian flag

LEIA MAIS:

- Michel Temer substitui 'Bessias' por advogado de Eduardo Cunha na Casa Civil

- Michel Temer é alvo de ações da Prefeitura de SP por débitos no IPTU

Também no HuffPost Brasil

Close
Os ministros de Temer
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção