Huffpost Brazil

Governo Temer aposta nas Olimpíadas para ‘passar mensagem positiva' sobre o Brasil

Publicado: Atualizado:
TEMER OLMPIADA 2016
Montagem/Bradesco/PT
Imprimir

Preocupado com a imagem internacional do País sobre o período de instabilidade política, o presidente em exercício Michel Temer se arma para evitar conflitos na realização dos Jogos Olímpicos. Temer convocou ministros para uma reunião na qual o principal tema foi a segurança do evento.

Ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, fez uma comparação entre as manifestações na época da Copa do Mundo, em 2014, e a previsão de novos atos nos jogos. Ele ressaltou que a Copa foi um sucesso e que o mesmo deverá se repetir.

“É importante o Brasil dar uma mensagem positiva ao mundo. Estamos preparados e abertos a receber as entidades internacionais e as representações de outros países para demonstrar nosso preparo. Temos que passar segurança a comunidade internacional para atrair mais turistas e a atenção do mundo. Nossa convicção é de que será um sucesso.”

De acordo com o ministro do Esporte, Leonardo Picciani, as obras estão dentro do cronograma, na reta final dos preparativos, com cronograma “absolutamente dentro da normalidade, da expectativa muito positiva”.

Picciani rebateu as críticas sobre a instabilidade política. Embora tenha evitado entrar no mérito e desviado da questão em outras perguntas dos jornalistas, o ministro ressaltou que a questão da imagem internacional do País está a cargo do Itaramaty, mas defendeu o processo de impeachment.

“Temos plena convicção de que todos os procedimentos que culminaram com a situação que vivemos hoje foram feitos dentro do que prevê a Constituição, da legalidade e de forma legítima, mostrando que o Brasil tem instituições sólidas, amadurecida, e que dentro das instituições tem a capacidade de soluciona as suas questões internas."

Zika Vírus

Picciani também minimizou as preocupações com a saúde. Ele destacou que os jogos ocorrem em um período com baixa incidência do mosquito redes Aegypti na cidade. “É importante dizer que todas as medidas estão sendo tomadas”, pontuou.

Justiça

Inicialmente, o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, também deveria conversar com a imprensa. Ele, entretanto, não apareceu. O ministro foi alvo de críticas ao longo do dia por ter sugerido mudanças na escolha do procurador-geral da União.

LEIA TAMBÉM:

- Cortes, privatizações e reforma na Previdência: O que esperar do governo Temer para a economia

- Governo Temer quer mandar para o Congresso reforma da previdência em 30 dias

- Faltam 100 dias: ‘Ligada ao progresso, Olimpíada será realizada em um País em crise'

Mais no HuffPost Brasil:

Close
Os ministros de Temer
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção