Huffpost Brazil

Maranhão polemiza de novo: presidente da Câmara libera viagens internacionais a deputados

Publicado: Atualizado:
WALDIR MARANHO
Marcelo Camargo/ Agência Brasil
Imprimir

O presidente em exercício da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), autorizou viagens internacionais para 17 deputados.

As cinco missões oficiais são eventos na Suíça, Bélgica, Estados Unidos e Portugal, entre maio e junho.

Cabe à Câmara, os custos de deslocamento e hospedagem. Os valores não foram informados, mas de acordo com projeção da rádio CBN, as passagens podem ultrapassar R$ 60 mil.

Pressionado por aliados do presidente afastado da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) a renunciar, Maranhão resiste a deixar o cargo e busca apoio entre os colegas. Seu nome é visto como um risco à condução dos trabalhos legislativos, ponto crítico no início do governo de Michel Temer.

A resistência a Maranhão aumentou após a anulação – revogada no mesmo dia - da sessão do plenário em que foi aprovado o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Como não há previsão legal ou regimental para que deixe o cargo, deputados do “centrão” tentam articular uma alternativa.

Viagens

O evento com mais viajantes é a 69ª Assembleia Mundial da Organização Mundial da Saúde, entre os dias 23 e 28 deste mês em Genebra (Suíça). Estão na lista os deputados Arthur Lira (PP-AL), Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), Guilherme Mussi (PP-SP), Iracema Portella (PP-PI), Hugo Motta (PMDB-PB) e Cláudio Cajado (DEM-BA).

Cunha também liberou gastos expressivos com viagens quando estava à frente da Câmara. Em junho de 2015, foram gastos R$ 395 mil com uma comitiva de 13 deputados e esposas para Israel, territórios palestinos e Rússia.

LEIA TAMBÉM

- Mesmo afastado, Eduardo Cunha continua mandando na Câmara

- Preparem os bolsos: Ajuste fiscal será prioridade do governo Temer

- Eu? Não! Tiririca tira bigode para não ser confundido com Waldir Maranhão

Também no HuffPost Brasil:

Close
Manifestações contra votação do impeachment no senado
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção