Huffpost Brazil

Obama: 'Direitos LGBT são direitos humanos'

Publicado: Atualizado:
OBAMA
Kevin Lamarque / Reuters
Imprimir

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta terça-feira (17) que os direitos das pessoas LGBT são direitos humanos e que todas as pessoas têm seu valor e dignidade, independentemente de quem elas amem ou de sua identidade de gênero.

O discurso de Obama foi publicado no site da Casa Branca para celebrar o Dia Internacional Contra a Homofobia e Transfobia. O presidente também pediu que os americanos tratassem todos com igualdade e respeito e diz estar orgulhoso com a política de inclusão à população LGBT adotada em sua administração..

"Me sinto orgulhoso que minha administração tem avançado nos direitos da população LGBT", disse Obama, lembrando que cada decisão tomada nos EUA a favor dos homossexuais e pessoas trans atingem todo o mundo. "Ao mesmo tempo, ainda temo muito trabalho a ser feito para combater a homofobia e transfobia, tanto em casa quando mundo afora."

O Dia Internacional Contra a Homofobia e Transfobia é comemorado desde 2005. Obama reforçou a necessidade da data para debater sobre o tema. "Em muitas partes do mundo, indivíduos são forçados a esconderem quem realmente são por medo de sofrer repreensão, discriminação e perseguição", disse o presidente. "Todas as nações e todas as comunidades podem, e devem, fazer mais."

Obama lembrou também que, apesar dos desafios, felizmente existem "bons cidadãos" ao redor do mundo que continuam se esforçando para melhorar a vida das pessoas LGBT, levando a "simples verdade de que os direitos LGBT são direitos humanos."

Na última semana, o governo dos Estados Unidos informou que vai orientar todas as escolas públicas do país a permitir que alunos transgêneros usem os banheiros que combinam com sua identidade de gênero.

A medida vem na esteira de uma batalha entre o governo Obama e a Carolina do Norte em um tribunal federal causada por uma lei aprovada pelo Estado em março que limita o acesso de pessoas transgêneros em banheiros públicos.

"Nenhum estudante deveria passar jamais pela experiência de não se sentir bem-vindo em uma escola ou campus universitário", disse o secretário de Educação, John King Jr., em um comunicado.

LEIA MAIS:

- Bolsonaro é declarado 'persona non grata' pela Câmara de Campinas

- Roma fica toda colorida para celebrar a aprovação da união civil gay na Itália

Também no HuffPost Brasil

Close
18 imagens para a história: Obama, Raúl Castro e o fim da Guerra Fria numa partida de baseball
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção