Huffpost Brazil

Encontrada uma das 219 estudantes raptadas pelo Boko Haram há dois anos na Nigéria

Publicado: Atualizado:
BOKO HARAM
PIUS UTOMI EKPEI via Getty Images
Imprimir

Uma das 219 estudantes raptadas há mais de dois anos pelo Boko Haram em Chibok, no Nordeste da Nigéria, foi encontrada sã e salva, Amina Ali foi a primeira jovem encontrada desde o sequestro pelo grupo extremista, informaram representantes de associações locais.

Amina Ali Nkeki foi descoberta nessa terça-feira (17) por vigilantes na Floresta de Sambisa, no estado de Borno, considerada um dos últimos redutos dos islamitas do Boko Haram, informou na rede social Twitter Tsambido Hosea Abana, um dos responsáveis em Chibok pelo movimento #BringBackOurGirls (Tragam as nossas garotas de volta).

Yakubu Nkeki, do grupo de Pais das Jovens Raptadas em Chibok, deu a mesma informação à agência France Presse (AFP), acrescentando que a estudante tinha 17 anos quando foi raptada.

“Ela encontrou-se com parentes, que a reconheceram, antes de ser levada para a base militar em Damboa”, contou Ayuba Alamson Chibok, um líder comunitário, à AFP.

Nkeki foi encontrada vagando na floresta, disse o tio da garota Yakubu Nkeki. Ele disse que atualmente ela está com 19 anos e foi levada para Chibok para verificar sua identidade e se encontrar com sua mãe. O pai dela faleceu enquanto ela estava sequestrada.

O tio disse que os soldados, em seguida, levaram a jovem para longe, aparentemente, a um acampamento militar na cidade de Damboa.

Outras meninas de Chibok também podem ter sido resgatadas por soldados na floresta Sambisa na terça-feira à noite, disse o líder da comunidade Pogu Bitrus em Chibok. Ele afirmou que está trabalhando com as autoridades para determinar a identidade das garotas

Os três homens disseram que a adolescente parece ter tido um filho no cativeiro. Abana informou que outras jovens sequestradas se encontram naquela floresta, próxima da República dos Camarões, alvo dos militares há várias semanas.

Em 14 de abril de 2014, extremistas islâmicos do Boko Haram bombardearam e invadiram a Escola Secundária de Chibok para meninas e capturou 276 meninas. Dezenas delas conseguiram escapar nas primeiras horas, mas 219 continuavam desaparecidas.

Nada se sabia destas meninas, desde a divulgação de um vídeo pelos radicais em maio de 2014, até que uma mensagem, uma aparente “prova de vida”, foi enviada ao governo nigeriano no início deste ano.

A incapacidade do governo e militares da Nigéria de resgatá-las levou, em parte, à derrota eleitoral do presidente Goodluck Jonathan no ano passado. Não se sabe quantas milhares de meninas, meninos e mulheres jovens foram sequestrados pelo Boko Haram em quase 7 anos de insurgência, que já matou mais de 20 mil pessoas e se para além das fronteiras da Nigéria.

(Com informações da Agência Brasil e Estadão Conteúdo)

LEIA MAIS:

- #BringBackOurGirls: O mundo deveria se envergonhar por não ter trazido as meninas de Chibok para casa

- Estado Islâmico cria aplicativo para divulgar ações entre crianças

Também no HuffPost Brasil

Close
#BringBackOurGirls: um ano dos sequestros de Boko Haram
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção