Huffpost Brazil

Usados em cosméticos, o açaí, a andiroba e o murumuru estão realizando sonhos no Pará

Publicado: Atualizado:
MOJU
Andre Murched
Imprimir

"A gente começou a ver as coisas acontecendo, tanto no aspecto humano, social, quanto no ambiental."

O depoimento é de André Freitas, coordenador de suprimentos da Natura, e sintetiza como a colheita consciente transformou a vida dos moradores de uma cidadezinha no interior do Pará.

Para entender: imagine uma comunidade ribeirinha a duas horas de carro de Belém, no Pará, e mais algum tempo de viagem de barco, a depender da correnteza do rio - essa é a realidade para se chegar até Moju, mais especificamente à associação de Jauari.

A pequena vila, contudo, tem uma importância inversamente proporcional ao seu tamanho: são das terras cultivadas por lá que a Natura, uma das maiores empresas do país, obtém a matéria-prima de seus produtos para a linha Ekos.

Açaí, andiroba, murumuru e ucuuba são os nomes dos frutos e árvores que vão dar origem a uma série de cosméticos. O presidente da associação, Francisco José Ferreira Pereira, conta que a parceria, selada há 8 anos, transformou a vida na comunidade.

"A vida aqui na comunidade era mais voltada para outros tipos de trabalho. Era totalmente diferente. A gente começou a dividir o nosso tempo. Uma hora a gente colhe açaí, outra hora andiroba, ou murumuru. A gente trabalha mais, mas temos mais retorno."

Para os moradores, as melhorias vieram, sobretudo, no investimento na infraestrutura da região e na ampliação do acesso à informação, como a chegada da internet, a possibilidade de estudar e a troca de conhecimento compartilhada nas capacitações promovidas pela Natura.

"Esse modelo de negócio é apoiado em toda uma rede de pessoas, você trabalha o ganha-ganha não só na parte monetária, mas na troca de conhecimento", conta Claudia Pinheiro, diretora de cuidados pessoais da empresa.

A experiência promovida em Jauari serve de exemplo de como a sustentabilidade, a tecnologia, o empoderamento dos indivíduos e, é claro, o respeito à terra e ao meio ambiente podem - e devem - caminhar lado a lado.

Assista ao vídeo para conhecer mais sobre o projeto:

* André Murched viajou ao Pará a convite da Natura.

LEIA MAIS:

- Belém é a mistura perfeita de natureza e tecnologia

- 'A arte nunca esquece': Projeto faz homenagem às vítimas de Mariana-MG

- Aplicativo conecta sobras de comida com pessoas famintas

Também no HuffPost Brasil

Close
Belém: Natureza e tecnologia
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção