Huffpost Brazil

Bill Cosby assume ter abusado sexualmente de duas mulheres, diz TMZ

Publicado: Atualizado:
BILL COSBY
Cosby na corte de Montgomery County, Pensilvânia, nesta terça (24) | ASSOCIATED PRESS
Imprimir

Bill Cosby assumiu ter abusado sexualmente de duas mulheres.

De acordo com o TMZ, o agente do comediante norte-americano de 78 anos deu dinheiro a uma delas, em troca de silêncio.

A informação surgiu nesta terça-feira (24), do caso de Cosby com a ex-jogadora de basquete da seleção canadense Andrea Constand, que tinha 17 anos à época do crime, e é uma das mulheres que acusa Cosby.

Therese Serignese diz que ter sido agredida sexualmente pelo comediante em 1976, quando ela tinha 19 anos. Ela diz ter recebido, por meio de seu agente, uma quantia em dinheiro para deixar a esposa de Cosby saber do acontecido.

A agência de notícias Associated Press, que obteve o documento da deposição transcrita, entrou em contato com a agência que trabalhou para Serignese, mas não obteve resposta.

Cosby também disse, em deposição, que durante as filmagens de suas famosas séries de comédia, ele recebia "cinco ou seis" modelos enviadas por agências semanalmente. Ele as pagava com "refeições muito, muito boas".

O caso Constand

Cosby vai enfrentar a Justiça pela primeira vez, após ser acusado de abuso sexual por dezenas de mulheres.

O caso será julgado pela corte do estado da Pensilvânia, EUA, sob a acusação de ter drogado e abusado sexualmente de Constand, conforme anunciado nesta terça, após audiência preliminar.

Constand não esteve presente na audiência, mas foi representada por advogados. Cosby esteve presente.

Se considerado culpado, ele pode ser condenado a dez anos de prisão e a pagar uma multa de US$ 25 mil (aproximadamente R$ 90 mil). Trata-se de um dos maiores julgamentos da década. Ele enfrenta três acusações de agressão sexual agravada.

Segundo Constand, o crime aconteceu em janeiro de 2004, na casa de Cosby na Pensilvânia, quando ela era funcionária da Temple University, onde ambos se conheceram e ela o considerou seu "mentor". A universidade se localiza na Filadélfia, também na Pensilvânia.

Nesta terça, dois detetives que entrevistaram Constand em 2005 leram para polícia trechos de sua declaração escrita, em que ela relata como aconteceu o abuso.

De acordo com Constand, Cosby lhe ofereceu vinho e insistiu que bebesse. Ela negou a bebida, mas o acusado a fez tomar pílulas que fizeram suas pernas ficarem "moles como geleia" e lhe impossibilitaram a fala. Em seguida, ele a levou para um sofá, onde praticou o abuso sexual.

"Eu disse a ele, 'eu nem consigo falar, senhor Cosby'. Entrei em pânico", escreveu Constand, como mostra o Guardian.

Em 2005, após ser denunciado, Cosby assumiu para a polícia que fez sexo várias vezes com Constand, mas alegou que todas elas foram consensuais e que a droga dada a ela foi Benadryl, um medicamento para alergia.

Um acordo entre as partes foi selado em 2006, mas após as várias e recentes denúncias contra o comediante, o caso foi reaberto.

A juíza Elizabeth McHugh determinou que há elementos o suficientes para que o processo tenha andamento. A apresentação do processo está agendada para 20 de julho e Cosby entrar com apelação.

LEIA MAIS:

- Treinador acusado de abuso sexual é banido de equipe brasileira de natação

- Em Cannes, Woody Allen só oferece uma coisa às acusações de abuso sexual: O silêncio

- As mulheres que acusaram Cosby de estupro estão lutando por mudanças na lei dos EUA

Também no HuffPost Brasil:

Close
Quem são as mulheres que acusaram Bill Cosby
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção