Huffpost Brazil

‘Queriam eliminar o combate à corrupção feito no meu governo', diz Dilma sobre Jucá

Publicado: Atualizado:
DILMA JUC
Montagem/PR/Agência Brasil
Imprimir

Em conversa com internautas nesta quarta-feira (15), a presidente Dilma Rousseff disse que usará o diálogo de Romero Jucá com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado na sua defesa. Segundo ela, fica clara a intenção de acabar com o combate à corrupção.

"Na defesa, que será apresentada no Senado, no dia 1º de junho, nós trataremos desta questão. Desde o início, temos alegado que este processo de impeachment foi realizado com desvio de poder, ou seja, buscando-se finalidades totalmente estranhas à lei. Agora, com estas gravações, isto fica ainda mais claro. Se pretendeu o impeachment para impedir que as investigações da operação Lava Jato prosseguissem normalmente.

Queriam, com um novo governo, eliminar o combate à corrupção que foi feito durante todo o meu governo. A gravação da conversa mantida pelo Senador Romero Jucá com o ex-senador Sérgio Machado deixa isto muito claro. Por esta razão, vamos usar sim na nossa defesa. Tornou-se agora indiscutível a ilegalidade deste processo e o caráter abusivo de uma acusação de crimes que não ocorreram para afastar do cargo quem foi eleito por 54 milhões de votos.”

A presidente e seu advogado, José Eduardo Cardozo, explicaram ainda que a defesa se concentra nos órgãos nacionais. "Todavia, já fomos informados que parlamentares brasileiros manifestaram desejo de questionar este processo na corte interamericana de direitos humanos, esta é uma questão que será decidida por eles de forma autônoma”, acrescenta.

Nos áudios obtidos pela Folha de S.Paulo, Jucá aponta como alternativa para “estancar a sangria" da Lava Jato.

"Se é político, como é a política? Tem que resolver essa porra. Tem que mudar o governo para estancar essa sangria”, disse.

LEIA TAMBÉM:

- 'Sem meter advogado', Sarney diz a Machado que consegue ajudá-lo

- Renan Calheiros quis negociar impeachment de Dilma com o STF

- Porque o caso Jucá deveria unir 'petralhas' e 'coxinhas' contra Temer

Mais no HuffPost Brasil:

Close
Impeachment e Renúncias na América do Sul
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção