Huffpost Brazil

99,9% das espécies da Terra ainda não foram identificadas, diz estudo

Publicado: Atualizado:
Imprimir

Bem quando nós humanos achamos que sabíamos uma coisa ou outra sobre nosso planeta, a Mãe Terra nos lembra que mal passamos da superfície.

Um novo estudo aponta que essa magnífica bola azul pode esconder 1 trilhão de espécies, cerca de 135 para cada habitante do planeta.

Se os achados estiverem corretos, isso significa que nós humanos ainda temos de descobrir 99,999% de todas as espécies.

“A diversidade microbial, ao que parece, é muito maior do que jamais imaginamos”, disse em um comunicado de imprensa Jay T. Lennon, professor associado de biologia da Universidade de Indiana em Bloomington.

fontes de água
Fontes de água, como a Grand Prismatic Spring, no Parque Nacional Yellowstone, contêm muitas bactérias

Lennon e seu colega Ken Locey pesquisaram bases de dados de fontes acadêmicas, cidadãs e de inúmeros governos para o estudo, publicado no início de maio pela revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences.

Eles compilaram uma lista de mais de 5,6 milhões de espécies – dos maiores mamíferos aos menores micróbios unicelulares – de 35 000 localidades ao redor do globo.

De acordo com o estudo, “testes da teoria da biodiversidade raramente incluem conjuntos de dados microbiais e macrobiais”. O resultado é que o entendimento da biodiversidade é tipicamente limitada às “espécies mais conspícuas de plantas e animais”.

Mas, ao incluir os dados microbiais, a equipe conseguiu descobrir quão raros ou comuns são os microbiomas hospedeiros. Eles usaram então “leis de escala”, uma ferramenta comum na comunidade científica, para prever a diversidade, chegando finalmente à estimativa do número de espécies existentes no planeta.

A tarefa, disse Lennon, está “entre os maiores desafios da biologia”.

Para colocar em perspectiva a descoberta da equipe, um estudo de 2011 previu que houvesse 8,7 milhões de espécies eucariotas – organismos com uma ou mais células complexas, incluindo animais, plantas e fungos --, enquanto o Projeto do Microbioma da Terra catalogou menos de 10 milhões de espécies de vida microbial.

Tudo isso para dizer que falta muito para chegar a 1 trilhão. Embora identificar todas as espécies microbiais da Terra seja um “desafio quase inimaginável”, segundo os autores, temos de começar por algum lugar.

“Assim como mapear a Via Láctea e outras galáxias nos ajuda a entender a apreciar nosso lugar no universo, entender a imensa diversidade da vida microbial nos ajuda a entender e apreciar nosso lugar na evolução da vida na Terra”, disse Locey ao IFLScience.

A Mãe Terra sempre tem algum truque na manga.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Cientistas acham que descobriram um novo planeta no Sistema Solar

- Mudança climática pode estar provocando deslocamento dos polos da Terra

- Pesquisadores descobrem sete novas espécies de 'sapo em miniatura' na Mata Atlântica

Também no HuffPost Brasil:

Close
Conheça os ‘sapos em miniatura’ da Mata Atlântica
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção