Huffpost Brazil

'Não é questão de gênero, mas de qualificação', diz ministro de Temer

Publicado: Atualizado:
TEMER E GEDDEL
Montagem/Presidência/Agência Brasil
Imprimir

Ao refutar a tese de peemedebistas de que o governo deveria escolher uma mulher para chefiar o Ministério da Transparência, o ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima, voltou a defender a composição da Esplanada do presidente em exercício, Michel Temer, sem nenhum integrante do sexo feminino no primeiro escalão.

"Considero uma ofensa à mulher. O presidente tem de encontrar uma pessoa competente. Se essa pessoa competente for uma mulher, bacana. Essa questão não é apenas de gênero, mas de qualificação. Ele vai procurar alguém qualificado, seja homem, seja mulher, seja de outro sexo”, disparou.

Troca na Transparência

Sobre a demissão de Fabiano Silveira, Geddel afirmou que ninguém é insubstituível. Segundo ele, os ministros com problemas devem se explicar. “Se não conseguir, deixe o governo.”

"Se ministros efetivamente cometerem ilícitos e equívocos, o presidente interino já disse na primeira reunião, deixam o governo e a vida continua. Entrará outro no lugar e tocará o governo. Ninguém é insubstituível.”

Fabiano pediu demissão após ter sido alvo de gravações feitas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. Ele foi gravado na casa do presidente do Senado, Renan Calheiros, do PMDB, criticando a Operação Lava Jato, que investiga crimes de corrupção na Petrobras.

LEIA TAMBÉM:

- Ainda é cedo para avaliar as políticas econômicas do governo Temer

- Temer completa álbum e escolhe mais uma figurinha da Lava Jato para líder no Senado

- Temer diz que não ficará nas 'palavras' e promete órgão para combater violência contra mulher

Mais no HuffPost Brasil:

Close
Os ministros de Temer
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção