Huffpost Brazil

PF indicia presidente do Bradesco em inquérito da Zelotes

Publicado: Atualizado:
LUIZ CARLOS TRABUCO
Montagem/Divulgação/Agência PT
Imprimir

A Polícia Federal indiciou o presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco em relatório de inquérito ligado à operação Zelotes, informou nesta terça-feira o Ministério Público Federal do Distrito Federal.

A Zelotes investiga suspeitas de manipulação de julgamentos no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) e o suposto pagamento de propina para a edição de medidas provisórias.

A notícia do indiciamento de Trabuco motivava forte queda das ações do segundo maior banco privado do Brasil na bolsa paulista.

Às 15h42, os papéis preferenciais do Bradesco recuavam quase 5%, enquanto os ordinários perdiam mais de 3%. No mesmo horário, o Ibovespa cedia 0,9%.

A assessoria de imprensa do Ministério Público não soube informar imediatamente por quais crimes a PF indiciou Trabuco e se havia outros funcionários do banco indiciados. Trabuco e outros nove funcionários foram indiciados por tráfico de influência, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Uma fonte a par do assunto disse à Reuters, sob condição de anonimato, que o vice-presidente do Bradesco Domingos Figueiredo Abreu e o diretor financeiro do banco, Luiz Carlos Angelotti, também teriam sido indiciados pela PF.

Procurado, o Bradesco não fez comentários imediatamente.

Caberá agora aos procuradores do Ministério Público analisarem o relatório da PF para decidir se oferecem a denúncia contra Trabuco à Justiça.

O presidente do Bradesco esteve cotado para ministro da Fazenda do governo da presidente afastada Dilma Rousseff, no fim de 2014. Com a recusa dele em assumir a pasta, a petista convidou o ex-ministro Joaquim Levy, então diretor do Bradesco.

LEIA TAMBÉM:

- Filho de Lula recebeu R$ 10 milhões de forma irregular, diz jornal

- Suspeito de tentar barrar a Lava Jato, Jucá tem cargos no governo desde 1985

- Guido Mantega é levado a depor em nova fase da Operação Zelotes

Mais no HuffPost Brasil:

Close
Itens que pressionaram a inflação em 2015
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção