Huffpost Brazil

Travestis e transexuais podem solicitar o uso do nome social no Enem a partir desta quarta (1)

Publicado: Atualizado:
LGBT FLAG
Rainbow flag as a background | BirgitKorber via Getty Images
Imprimir

Pessoas transgêneras – travestis e transexuais – que quiserem usar o nome social no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano podem fazer a solicitação para tanto a partir desta quarta-feira (1).

O pedido deve ser feito na Página do Participante. O candidato ou candidata precisa enviar um formulário específico pelo sistema, com documento de identificação e foto. O prazo é o próximo dia 8.

Nos dias do exame, agendados para 5 e 6 de novembro, as pessoas trans que pedirem o uso do nome social serão tratadas por ele, e não pelo nome no documento. Elas também poderão usar o banheiro que preferirem. Desde 2014 pessoas transgêneras podem usar o nome social no Enem.

A nota da prova viabiliza o acesso ao ensino superior, seja em instituições públicas ou privadas. As possibilidades são os programas:

  • Universidade para Todos (ProUni), para bolsas em instituições privadas;
  • Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para vagas em instituições públicas;
  • Benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies);
  • Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec), para vagas gratuitas em cursos técnicos;
  • Ciência sem Fronteiras, para intercâmbio e estágio no exterior.

Estudantes de graduação e pós-graduação podem participar deste último programa. A nota do Enem também pode ser usada para certificar a conclusão do ensino médio.

LEIA MAIS:

- Parada do Orgulho LGBT faz Paulista BRILHAR contra a transfobia e governo Temer

- OAB aprova uso de nome social para advogados travestis e trans em identidade

- Criolo dá lição de respeito à diversidade ao mudar letra transfóbica de música antiga