Huffpost Brazil

'Nenhum sangue deveria nos parar!': Este comercial de absorventes destrói qualquer tabu sobre menstruação (VÍDEO)

Publicado: Atualizado:
Imprimir

A marca de absorventes Libresse fez um comercial britânico incrível que quebra com os modelos comuns de propagandas de higiene íntima feminina, cheios de requintes de fragilidade e tons pastéis.

O vídeo, chamado Blood (Sangue) mostra mulheres praticando diversos esportes e danças -- como skate, bike, boxe, rugby, corrida, alpinismo, surf e ballet -- e se ferindo em decorrência deles, com destaque para o sangue de seus machucados.

1

2

Tem até uma mulher cavaleira com uma espada!

3

O cenário é construído com uma ambientação sombria, tensa e as mulheres são retratadas de forma real, sem uma feminilidade superficial e forçada, comum em comerciais de absorventes.

4

Depois de mostrá-las olhando para o sangue em seus machucados, aparece a frase: "Nenhum sangue deveria nos parar". E o vídeo segue com elas prosseguindo com o que estavam fazendo, com toda garra e força.

5

A frase é inteligente já que faz menção tanto ao tabu da prática de exercícios no período menstrual, como também ao estigma ruim, de descontrole, que é colocado em cima de mulheres que estão menstruadas.

6

A campanha publicitária foi criada pela agência britânica AMV BBDO e a direção foi feita pela dupla de brasileiros Jones + Tino, da produtora Stink -- que tem outros comerciais que buscam quebrar padrões, como o Awake da nova coleção da C&A, lançado também neste ano no Brasil.

Por mais comerciais realmente empoderadores como este!

LEIA MAIS:

- Ana Paula Valadão pede boicote à C&A por coleção de roupas 'sem gênero' e recebeu as MELHORES respostas

- Adidas ARRASOU ao decidir escalar apenas modelos negros em nova campanha

- Comercial de Sephora traz mensagem de empoderamento para mulheres chinesas terem o direito de não se casar (VÍDEO)

Também no HuffPost Brasil

Close
Propaganda contra a "loucura" da beleza
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção