Huffpost Brazil

Felipe Neto condena machismo de Biel. Mas a internet recorda que seu teto é de vidro

Publicado: Atualizado:
Imprimir

O assédio do cantor Biel a uma repórter do IG - seguida de uma justificativa sem qualquer pedido de desculpas a vítima - tem gerado discussões sobre machismo, assédio sexual e cultura do estupro nas redes sociais.

O youtuber Felipe Neto foi uma das figuras que criticou a declaração do cantor no Twitter e recebeu como resposta uma ameaça. Biel enviou a mensagem abaixo para o youtuber, apagando o tuite horas depois.

tweet

Em resposta à mensagem do cantor de 20 anos, Felipe Neto publicou nesta segunda-feira (6) um vídeo de 11 minutos. Nele, o youtuber critica as ações e o talento de Biel, fala sobre cultura machista na sociedade brasileira e, ao final, orienta mulheres sobre como agir em casos de assédio.

Em um dos trechos, Felipe Neto diz:

"Quando todo mundo esperava que ele fosse à publico dizer: ‘Gente, fiz merd*. Desculpa. Vou repensar os meus atos’. Não. Eis o que disse Biel: ‘Infelizmente a felicidade acompanhada do sucesso incomoda’, ‘Não consigo entender como não levaram na brincadeira’. Brincadeira também é assédio (...). Biel, você cala a boca e só abre de novo para pedir desculpa em vez de tentar mascarar o seu assédio como brincadeira e fazer com que milhões de pessoas achem que é normal um tipo de brincadeira como essa."

Em outro, questiona:

“Você tem ideia do que é ser uma mulher? Eu não tenho, mas eu sei o que elas falam. E o medo constante de você ser uma mulher num mundo machista e opressor em que você tem medo de ser estuprada constantemente é justificativa suficiente para, se você tem o desejo de falar isso para uma mulher, calar a sua boca."

Assista ao vídeo completo no player abaixo:

As críticas dirigidas a Biel e o discurso contra o machismo renderam a Felipe Neto 70 mil novos seguidores no site de compartilhamento de vídeos – marca comemorada por ele no Twitter:


Quem vê o posicionamento firme e crítico do youtuber em relação à atitude de Biel com as mulheres, pode achar que sua história sempre foi de defesa da igualdade de gêneros.

Mas não é bem assim.

Anos atrás, ele disparou uma série de mensagens no Twitter cujo discurso final é tão machista e ofensivo à liberdade da mulher quanto as investidas do cantor Biel.

tweets

Muitos seguidores fizeram questão de recordar esses tuites antigos. Nesta terça-feira (7), Felipe Neto usou o Facebook para fazer um "mea-culpa" sobre essas falas que publicou no passado.

No texto, o youtuber admite que já foi machista e homofóbico. Considerando que essas condições ficaram no passado, ele explica:

"Eu fui criado dentro da igreja, com uma educação muito rígida e com profundos traços conservadores e tradicionais. Demorou muito tempo para que eu pudesse me desgarrar completamente desses preconceitos e a batalha é diária, até hoje, para que eu consiga enxergar o machismo velado em coisas que penso e falo, mas eu tento e exercito sempre para tentar ser uma pessoa melhor."

Felipe Neto, que tem mais de 5 milhões de assinantes em seu canal no YouTube, classifica as pessoas que têm publicado seus tuites antigos como “mal intencionadas”.

De acordo com o texto, as mensagens foram publicadas há quase 10 anos atrás. Para ele, a intenção desses usuários do microblog é “atacar minha imagem de uma maneira covarde, por coisas que eu já pedi desculpas".

Ao final do texto, ele pede novamente desculpas por “um dia já ter sido machista”, e faz uma promessa: “continuar lutando para ser um homem melhor, todos os dias, pelo resto da minha vida.”

Leia o texto na íntegra:

Gostaria de fazer um pedido a vocês. Sei que quem é coruja antiga, já sabe o que eu vou falar aqui, mas tem muita gente nova começando a me acompanhar e preciso repetir o que já falei 800 mil vezes.

Eu já fui machista. E homofóbico.

Eu fui criado dentro da igreja, com uma educação muito rígida e com profundos traços conservadores e tradicionais. Demorou muito tempo para que eu pudesse me desgarrar completamente desses preconceitos e a batalha é diária, até hoje, para que eu consiga enxergar o machismo velado em coisas que penso e falo, mas eu tento e exercito sempre para tentar ser uma pessoa melhor.

Porém, pessoas mal intencionadas estão vasculhando meu passado, pegando twittadas de quase 10 anos atrás, removendo a data e espalhando nas redes sociais, na tentativa de atacar minha imagem de uma maneira covarde, por coisas que eu já pedi desculpas.

Então eu quero dizer novamente: mulheres, perdão. Perdão por um dia já ter sido machista, perdão por ter propagado mensagens machistas no passado, perdão por ter demorado a perceber que vivemos num mundo opressor.

Prometo continuar lutando para ser um homem melhor, todos os dias, pelo resto da minha vida.

LEIA MAIS:

- A violação de direitos 'mais tolerada no mundo' é o estupro

- Eu não luto pelo fim da cultura do estupro

TAMBÉM NO HUFFPOST BRASIL:

Close
Frases inspiradoras de famosas sobre o feminismo
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção