Huffpost Brazil

Joias encontradas dentro de caneca em Auschwitz revelam que uma família enganou nazistas

Publicado: Atualizado:
CANECA COM FUNDO FALSO
Anel de ouro é encontrado escondido no fundo falso de uma caneca em exibição no Museu de Auschwitz, na Polônia | BARTOSZ SIEDLIK VIA GETTY IMAGES
Imprimir

Os nazistas roubaram tudo que puderam das vítimas do Holocausto, mas uma família conseguiu enganá-los há mais de 70 anos.

Os funcionários do Museu de Auschwitz na Polônia recentemente descobriram uma velha caneca com fundo falso que escondia um brinco e um colar.

“Estava muito bem escondido”, disse Hanna Kubik do Memorial Collections em um comunicado de imprensa. “No entanto, devido a passagem de tempo, os materiais passaram por uma degradação gradual e a segunda parte de baixo foi separada da caneca”.

Testes nas joias descobriram ouro 583, comumente usado na Polônia entre 1921 e 1931, disse o museu.

O campo de concentração de Auschwitz-Birkenau foi o local de estimado 1,1 milhão de assassinatos durante o Holocausto. A maioria das vítimas era judeus, mas os alemães também assassinaram poloneses, ciganos, belarussos, ucranianos, franceses, soviéticos e outros no campo.

Embora até mesmo o nome, Auschwitz, seja agora sinônimo de morte, muitos dos que foram enviados para o campo foram levados até lá com a promessa de trabalho e nova vida.

anel

A promessa foi uma artimanha cruel usada para que as vítimas levassem seus bens mais valiosos para a jornada, inclusive as heranças de família.

“Dessa forma, os alemães tinham certeza que na mala — junto com as roupas e itens necessários para a vida — eles encontrariam os últimos objetos de valor das famílias deportadas”, disse Piotr M. A. Cywiński, diretor do Museu Estadual Auschwitz-Birkenau, em um comunicado de imprensa.

Cywiński disse que os itens escondidos mostraram que “as famílias judias constantemente acreditavam que esses itens eram um sinal de esperança pois seriam necessários para sua sobrevivência”. Em vez disso, os judeus foram sistematicamente roubados e vários assassinados nos campos da morte.

Mas, à medida que novas descobertas são reveladas, vemos que os nazistas não conseguiram ficar com tudo.

“Apesar de terem se passado mais de 70 anos desde a liberação do campo de concentração e exterminação alemã nazista, ainda existem casos de descoberta acidental de objetos escondidos pelas vítimas”, disse o museu.

anel e colar

O museu não sabe quem era o dono da caneca e da joia.

“Todas as descobertas são cuidadosamente documentadas e protegidas pelos conservadores, pois elas são as marcas mais recentes das vítimas individuais do campo”, disse o museu em um comunicado. “Infelizmente, com bastante frequência os proprietários desses itens permanecem anônimos porque não existem marcas deixadas nos objetos para ajudar a sua identificação”.

O museu disse que existem mais de 12.000 peças na coleção de artigos de cozinha, que inclui copos, potes, tigelas, chaleiras, jarras e louça.

(Tradução: Simone Palma)

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Morre mais velha sobrevivente do Holocausto aos 110 anos

- Crianças confundem bomba da 2ª Guerra com uma boia em passeio em praia do País de Gales

- Dicas de como aproveitar ao máximo a visita a um museu (FOTOS e GIFs)

Também no HuffPost Brasil:

Close
Snoopy Museum
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção