Huffpost Brazil

Campanhas apostam no calor humano para proteger moradores de rua do frio

Publicado: Atualizado:
COBERTORES
Montagem Thayse Lopes/Warm
Imprimir

O inverno nem chegou, mas boa parte dos brasileiros já desceu do guarda-roupa as suas peças mais quentinhas para enfrentar as temperaturas baixas.

A presença de ar polar sobre a região Sul do País tem provocado frio extremo nas madrugadas, com -5,3° C em Urupema, na Serra Catarinense, de acordo com o Epagri-Ciram.

São Paulo (SP) teve a madrugada mais fria do ano nesta sexta-feira (10), com 2,4° C, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE).

Não à toa, cobertores, colchas e edredons também já foram mobilizados para garantir uma boa noite de sono.

O pé pra fora de casa mostra, porém, a triste realidade dos moradores de rua, muitas vezes expostos ao frio sem qualquer proteção. A situação é tão, TÃO grave que, nas últimas 24 horas, pelo menos dois moradores de rua foram encontrados mortos, com suspeita de hipotermia.

Pensando nestas pessoas, para quem o inverno tem o peso de uma ameaça, algumas campanhas estão organizando doações de cobertores. É a nossa oportunidade de ajudar e de os moradores de rua sentirem na pele a solidariedade, em vez de um frio intenso.

Conheça algumas iniciativas:

1. Cobertores impermeáveis e sacochilas para o dia a dia

Já falamos aqui no HuffPost Brasil do belo trabalho voluntário que o Entrega por SP realiza em São Paulo, doando amor, alimentos, roupas e itens de higiene para moradores de rua.

O projeto tem três anos. Uma vez por mês, centenas de pessoas se reúnem na Praça Charles Miller, em frente ao Estádio do Pacaembu, na zona oeste de São Paulo, e organizam kits com pasta e escova de dente, garrafinha de água, sanduíche, bolacha, meia, sabonete e preservativo, além de roupas em bom estado, roupas íntimas, calçados masculinos e femininos (sem salto), mochilas, malas, bolsas, absorventes, papel higiênico e cobertores.

Agora, eles pedem a participação de apoiadores para produzir 1.100 cobertores revestidos com material impermeável e 1.100 sacochilas para os moradores de rua guardarem seus pertences. Os cobertores e as sacochilas serão feitos com materiais reutilizados, em parceria com a Retalhar, que faz gestão de resíduos têxteis.

Para conseguir os R$ 30.618,00 necessários para produzir os materiais, o Entrega por SP organizou um financiamento coletivo cujas contribuições podem ser de R$ 10 ou mais. As colaborações podem ser dadas aqui.

A iniciativa já captou mais de R$ 20 mil. Faltam 31 dias para chegar à meta estabelecida.

sacochila entrega por sp

cobertor entrega por sp

2. Um cobertor comprado, outro cobertor doado

A iniciativa da Warm começou nesta semana e também visa a atender os moradores de rua de São Paulo.

Ao comprar um cobertor, a organizadora da campanha doa uma peça idêntica a um morador de rua de São Paulo.

Todos os cobertores são de casal e feito de microfibra. Há uma variedade de cores disponíveis.

A boa ação custa R$ 90 e pode ser feita neste link. A transação é feita pela internet, pelo PagSeguro.

A campanha começou nesta semana e algumas doações já foram feitas:

doação de cobertor

doação de cobertor

3. Uma blusa a mais, uma cidade melhor

O movimento SP Invisível, que visa a mostrar as pessoas que passam despercebidas pela cidade, resolveu fazer um convite à solidariedade por meio de sua página no Facebook.

A ideia é que as pessoas levem sempre uma blusa extra ao ir para o trabalho, escola, faculdade e outros locais, para doá-la a quem passa frio nas ruas.

A iniciativa já foi compartilhada por quase 11 mil pessoas.

sp invisível

4. Campanha do Agasalho

A tradicional arrecadação de agasalhos é feita em todo o País, com postos de coleta regionais. Cada localidade organiza a campanha à sua maneira.

Veja onde doar em São Paulo, Campinas (SP), Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

5. Quem Bate é o Frio

Criada por Lígia Mello, a campanha do site de financiamento coletivo Kickante já arrecadou mais de R$ 12.000,00. Com esse valor serão montados e distribuídos kits para moradores de rua. Os kits vão conter uma marmita, um suco ou café, um pedaço de bolo e um cobertor grande e grosso. Caso ele tenha animal de estimação, também será doado uma quentinha para o animal e outro cobertor.

A campanha deve ficar no ar por mais 8 dias. Você pode apoiá-la clicando aqui.

LEIA MAIS:

- Morador de rua se emociona ao ganhar o primeiro bolo de aniversário

- O violino deste morador de rua foi roubado. Mas a solidariedade devolveu a música à vida dele

- Este homem lavou, secou e dobrou mais de 2 toneladas de roupas de sem-teto em sua lavanderia