Huffpost Brazil

Como não passar vergonha no papo com um carioca

Publicado: Atualizado:
AMIGOS RIO DE JANEIRO
iStockphoto
Imprimir

Esqueça o malandro de chapéu panamá. Listamos abaixo 9 mitos a respeito dos cariocas - e explicamos por que eles são pura falácia

Sim, quem nasce e vive no Rio de Janeiro tem um jogo de cintura e uma maneira de levar a vida diferente. É um jeito leve, informal e descontraído, que muitas vezes acaba reforçando uma série de ideias do imaginário popular. Mas ele vai muito além dos estereótipos criados sobre o Rio. Vamos colocar as generalizações de lado? Derrubamos 9 fatos controversos sobre nós, os cariocas – e o grau de irritação que cada um deles nos provoca. É bom lembrar disso na próxima roda de amigos!

9. Cariocas odeiam shopping
Uma grande mentira. Amamos tudo que é atividade ao ar livre, mas gostamos de shopping sim! A prova disso é que vira e mexe um novo é aberto. O mais recente, inaugurado no fim de 2015, fica no Aeroporto Santos Dumont e aproveita a localização privilegiada em plena Baía de Guanabara para brindar os moradores com outra coisa que adoramos: uma vista espetacular do cartão-postal, à altura da cidade estonteante que temos a sorte de chamar de lar.

Grau de irritação: 4 de 10
“Compras, jantarzinho, cineminha, tudo no ar condicionado enquanto lá fora o maçarico tá ligado. Como não amar?”

8. Todo mundo no Rio gosta de samba
Com a tradição de escolas e uma festa de rua que mobiliza milhões de pessoas por toda a cidade durante o Carnaval, o Rio é uma das capitais do samba no país. Mas, uma vez mais, algo que define tanto a cidade não necessariamente é unanimidade entre seus moradores. Na próxima vez que encontrar um carioca, por favor, não peça para ele sambar.

Grau de irritação: 5 de 10
“Você é baiano. Gosta de axé? Não. Você é do interior, gosta de sertanejo? Não. Por que é que eu tenho que gostar de samba, lek? Me explica!”

rio de janeiro
Foto: Rodrigo Soldon 2/Flickr

7. Serviço no Rio deixa a desejar
Bem, lembre-se que vivemos na terra da informalidade, e o serviço pode até deixar a desejar em algumas circunstâncias por um traço histórico. Não confundir com grosseria. E, cá para nós, os cariocas têm muitas qualidades, a começar pela simpatia!

Grau de irritação: 6 de 10
“Não tem ninguém mais gente boa e hospitaleiro que o carioca. Tô mentindo?”

6. Carioca detesta frio
Quem disse? Basta a temperatura baixar um pouquinho para colocarmos aquele casacão pra jogo e subirmos a serra para curtir um friozinho em Petrópolis e Itaipava. Depois de um verão escaldante de seis meses, uns 18 graus caem muito bem (sim, abaixo dos 20 é frio pra gente, assumimos!).

Grau de irritação: 7 de 10
“Friozinho, vinhozinho… Climinha irado!”

rio de janeiro vista
Foto: iStockPhoto

4. O Rio se resume à Zona Sul
Soa absurdo, mas há quem pense que conhece o Rio depois de ver incontáveis vezes o mesmo Leblon de Manoel Carlos na TV. NÃO, o Rio não é só aquilo. Já pensou em explorar os bares e restaurantes da Praça da Bandeira e arredores? Conhecer as praias da Zona Oeste? Visitar o Parque Madureira, a Feira de Tradições Nordestinas em São Cristóvão, as belíssimas igrejas históricas do Centro?

Grau de irritação: 7 de 10
“Bora sair dessa bolha e conhecer o Rio além do que você vê na novela? Obrigado, de nada.”

5. Todo carioca ama futebol
Flamenguistas, tricolores, vascaínos e botafoguenses estão por toda parte, e a comoção em torno dos quatro grandes do Rio pode dar a impressão de que todo e qualquer carioca bate ponto no Maracanã. Tá errado, ok? Há quem não dê a mínima para o esporte.

Grau de irritação: 8 de 10
“Futebol? Só se pegando um bronze na praia.”

3. Se você é do Rio, bermuda e chinelo são uniformes
A cidade é famosa pela falta de formalidades, mas isso não quer dizer que não saibamos usar outra coisa que não seja um look praia. Nossa moda é festejada no mundo todo e a elegância dos cariocas não deixa a desejar!

Grau de irritação: 8 de 10
“Se der eu vou de chinelo descolado, mas tem hora que não rola, né?”

rio de janeiro
Foto: iStockPhoto

2. Cariocas são preguiçosos
Walt Disney pintou de verde e amarelo a figura que traduziu para o mundo o espírito dos nativos do Rio. Mas, por favor, não tomem Zé Carioca por exemplo. Os habitantes da cidade maravilhosa têm muitos traços em comum com o papagaio que detesta trabalhar, mas a preguiça não é um deles. O carioca trabalha, sim - e pode ralar muito! Pense na galera que sai de casa antes do sol aparecer e leva horas cruzando a cidade de trem, ônibus e metrô para ganhar o pão de cada dia.

Grau de irritação: 10 de 10
“Tá achando que dinheiro cai do céu, mermão?”

1. Carioca vai à praia todos os dias
Se você acha que essa é a realidade, sentimos informar, mas morar no Rio não significa pé na areia o tempo todo. E, em certos momentos, o privilégio de viver perto do mar vira tortura, principalmente quando se é obrigado a ver Leblon, Ipanema e Copacabana da janela do ônibus lotado a caminho do trabalho.

Grau de irritação:
10 de 10
“Brother, a gente bem que gostaria, mas não. Pode parar de achar que a nossa vida é melhor que a tua.”

Agora que você já conhece a etiqueta carioca, é hora de descobrir como aproveitar o Rio de Janeiro ao máximo. Afinal, todo mundo merece, não é? Confira a seção 100% Carioca com PayPal para ver as melhores dicas sobre a cidade.

Mais Rio de Janeiro no HuffPost:

Close
Músicas que cantam o Rio de Janeiro
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção