Huffpost Brazil

Demoramos somente 38 minutos para comprar um AR-15 em Orlando

Publicado: Atualizado:
LOJA
Compra de arma demora menos do que fazer comprar do mês em um supermercado. | Huffington Post
Imprimir

ORLANDO, Flórida -- Demoramos 38 minutos para sair de uma loja de armas com uma máquina de matar.

Apenas dois dias depois de Omar Mateen usar um rifle semiautomático para matar 49 pessoas inocentes e ferir dezenas, conseguimos comprar um AR-15 -- um rifle semelhante ao usado em Orlando e vários outros ataques nos Estados Unidos -- em menos tempo do que se demora para fazer uma compra do mês no supermercado.

Estaríamos prontos para atirar em cinco minutos, mas o funcionário que nos atendeu disse que a checagem de antecedentes estava mais demorada que o normal porque a procura por AR-15s tinha aumentado muito depois do atentado na boate Pulse.

É assustador e surpreendente – as venda de armas em geral crescem muito depois de fuzilamentos em massa.

Mas foi surreal a facilidade com que compramos nosso AR-15, uma arma da era da Guerra do Vietnã considerada pelos militares a máquina de matar perfeita.

E isso apesar do fato de o governador da Flórida, Rick Scott, ter declarado o estado de emergência no Condado de Orange, que inclui Orlando.

Tenha sua cidade passado por uma tragédia terrível ou não, é muito fácil comprar uma arma de assassinato em massa.

Um repórter do Philadelphia Daily News foi capaz de comprar uma em apenas sete minutos na Pensilvânia, na segunda-feira.

Em poucos segundos, ele estava em nossas mãos: um rifle que pesa menos que uma melancia pequena e pode, como o MCX Sig Sauer usado por Mateen, facilmente disparar várias dezenas de rodadas em menos de dez segundos.

O poder de fogo do nosso Diamondback DB15 é marcante. Por 644 dólares, é uma arma mortal relativamente acessível.

andy campbell
O repórter do HuffPost Andy Campbell empunha o Diamondback DB15

Os funcionários da loja discutiram letalidade sem nenhum problema. Outro cliente apareceu procurando um revólver pequeno, calibre 22, e disse que a arma poderia ser inadequada contra “um homem de 1,95 metro e 160 quilos”. O funcionário concordou.

“Você teria de acertar no pescoço ou no coração”, disse o funcionário, cujo nome não será divulgado.

Ele fez piada, dizendo que o cliente deveria escolher uma arma maior ou usar o .22 para “acertá-lo no estômago 15 vezes, isso realmente o deixaria louco”.

Atrás dele, a TV exibia a cobertura da Fox News sobre o ataque contra a boate Pulse, localizada nas proximidades. Na parede, uma foto emoldurada do presidente Barack Obama, com a legenda “Vendedor de Armas de Fogo do Ano”, pendurada ao lado de uma série de outros rifles longos, alguns deles de calibre superior ao do AR-15, e alguns deles mais baratos, também.

Rifles semiautomáticos como o AR-15 têm sido usados em vários dos ataques mais mortais nos Estados Unidos nos últimos anos, mesmo antes do ataque em Orlando. Os assassinos responsáveis pelos fuzilamentos em massa em San Bernardino, Califórnia, na escola primária de Newtown, Connecticut, e na sala de cinema em Aurora, Colorado, todos usaram AR-15.

armas

loja

Eles não são os rifles mais baratos – outra arma de maior calibre pendurada na parede da nossa loja custava a metade do preço. Mas a National Rifle Association chama o AR-15 de arma mais popular dos Estados Unidos.

“É customizável, adaptável, confiável e precisa", diz a organização em seu blog.

Os funcionários da loja nos disseram que teríamos de esperar se quiséssemos comprar uma arma menor. Há um período de espera de três dias para a compra de armas pequenas na Flórida, mas essa regra não se aplica a rifles.

O funcionário disse que todas as armas caem em uma de três classificações: lazer, defesa ou caça. Não temos certeza de qual seria a categoria aplicável à arma de Mateen.

Em qualquer uma das definições do funcionário, parece não haver razão para uma arma que dispara dez ou mais balas em rápida sucessão. O AR-15 e seus primos próximos não são feitos para caçar. Eles são feitos para matar pessoas.

Tudo o que foi necessário para comprar a arma foi uma carteira de motorista e alguns minutos para esperar pela verificação de antecedentes. Nós assinamos comprovantes de compra emitidos pelo Estado que perguntavam se somos criminosos ou viciados em drogas, e onde moramos.

Esperar a verificação de antecedentes foi a parte mais difícil -- e foram apenas alguns minutos de tempo ocioso. Solicitamos informações oficiais sobre o volume de verificações de antecedentes realizadas para venda de armas semelhantes, mas não obtivemos uma resposta imediata.

O governo tem recebido muitos pedidos semelhantes desde o tiroteio, disse um porta-voz.

Nada que nós ou os funcionários da loja fizemos foi ilegal ou incomum. Você pode comprar rifles semiautomáticos em várias lojas na área de Orlando.

Escrevemos esta reportagem de posse do mesmo poder de fogo que Mateen tinha quando abriu fogo em um dos mais famosos clubes gays de Orlando. Mas não temos munição -- a loja não tinha balas calibre .223 no estoque.

O plano é devolver a arma. Ela vai se juntar a inúmeros outros rifles parecidos no grande e legal mercado americano de armas.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Lady Gaga faz discurso emocionado em vigília para vítimas do massacre em Orlando (VÍDEO)

- Religião, política, intolerância e sexualidade: Como entender o ataque em Orlando?

- Obama defende restringir acesso a armas e critica proposta de Trump de banir muçulmanos dos EUA: 'Onde isso vai parar?'

Também no HuffPost Brasil:

Close
Atentado em boate de Orlando
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção