Huffpost Brazil

Um em cada cinco casais sofre com relacionamentos ‘desgastantes', aponta relatório

Publicado: Atualizado:
BRIGAS
Gety Images
Imprimir

Aproximadamente 3 milhões de pessoas no Reino Unido vivem um relacionamento “desgastante” em que muitos discutem regularmente ou consideram se separar, de acordo com novo estudo.

Os números, gerados pela instituição de caridade britânica chamada Relate (Mesma família, Casado, em inglês), sugerem que quase um em 5 (18%) casais que vivem juntos ou que são casados, que totaliza 1,4 milhão de famílias, estão em um relacionamento infeliz.

Por sua vez, isso afeta enormemente o bem-estar físico e mental de toda a nação, com muitos sem ter o apoio que precisam.

Por este motivo a organização lançou a primeira campanha nacional, a “Breaking Point” (Ponto de Ruptura, em tradução literal), pedindo doações para ajudar a subsidiar serviços fundamentais de apoio para famílias cujos relacionamentos e finanças estão sob intensa pressão.

relacionamento

As estatísticas foram retiradas do relatório do Relate chamado Relationship Distress Monitor (Pesquisa de Desgaste no Relacionamento, em tradução livre) e é baseado em uma nova análise das informações do estudo doméstico no Reino Unido, Understanding Society (Entendendo a Sociedade).

A pesquisa, que contou com uma mostra de mais de 20 mil pessoas, observou questões-chave de uma escala validada para medir a qualidade dos relacionamentos.

No estudo foram analisados a frequência com que os casais discutiam, a frequência com que eles chegavam a considerar a separação ou o divórcio, a medida em que eram infelizes no seu relacionamento e a frequência em que se arrependiam de estar em seu relacionamento.

O conselheiro do Relate, Arabella Russell, disse: “Através do meu trabalho eu vejo inúmeros casais em relacionamentos angustiantes. Frequentemente os casais que vejo estão discutindo constantemente sobre o trabalho, as finanças e o cuidado dos filhos pondo seus relacionamentos sob bastante pressão. É bem doloroso estar nesse lugar e o impacto que isso pode causar na sua família é enorme”.

Para coincidir com o lançamento a organização de caridade lançou um vídeo emotivo, instando os pais a não colocarem as crianças no meio das suas discussões.

O curto vídeo destaca uma adolescente que tenta tocar seu violino, enquanto ouve seus pais tendo uma forte discussão. A garota não consegue se concentrar na música e quando o argumento fica mais intenso, a garota começa a tocar seu violino furiosamente.

No final do vídeo, seu pai irrompe no quarto exigindo que ela escolha entre ficar com ele ou sua mãe.
O vídeo termina advertindo os pais a buscarem ajuda profissional e a protegerem seus filhos de tais cenas angustiantes. A última cena diz: “Coloque A GENTE no meio. Não ela”.

Julia Darbyshire, de 47 anos e mãe de quatro, participou do Relate com seu marido, Andy, 47, quando seu relacionamento chegou a um ponto de ruptura.

“Fomos ao Relate quando as pressões do trabalho e de cuidar dos filhos começaram a impactar nosso relacionamento. Nós estávamos discutindo muito e nosso filho mais velho também notou que nós estávamos em conflito. Nós chegamos em um ponto bem difícil, mas como o apoio de nosso conselheiro fomos capazes de mudar as coisas”, disse ela em um comunicado.

“Falar com alguém objetivamente ajudou bastante. Desde que começaram a frequentar as sessões de aconselhamento, as coisas melhoraram muito e nós até tivemos mais dois filhos juntos. Sentimos que agora nos comunicamos mais efetivamente e temos as ferramentas que precisamos para lidar com quaisquer questões que aparecerem”.

De acordo com o Relate, a separação atualmente custa muito à economia do Reino Unido. A pesquisa destaca que junto com o custo econômico, também há um custo humano e social profundo com a má qualidade dos relacionamentos.

Chris Sherwood, Executivo do Relate disse: “É extremamente preocupante que 18% dos casamentos e dos casais que vivem juntos no Reino Unido estejam em relacionamentos desgastantes. Relacionamentos não saudáveis podem levar a dívidas, solidão, problemas de saúde, depressão, pessoas sem lar, criminalidade e podem ter um efeito profundo nas oportunidades da vida dos filhos.

“As famílias não podem continuar assim. Precisamos ter certeza que os serviços do Relate estão disponíveis para todos, não apenas aqueles que não conseguem pagar por eles, mas não conseguimos isso se não conseguirmos doações para subsidiar os custos.

“É por isso que hoje nós estamos lançando um apelo para a campanha “Breaking Point”, chamando as pessoas a doarem e ajudar as famílias a encontrarem as respostas que estão bem na frente deles, pois com o apoio do Relate um ponto ruptura pode se tornar um ponto de virada”.

(Tradução: Simone Palma)

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost UK e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Taylor Swift e Calvin Harris dão SHOW DE CIVILIDADE em término de namoro

- Comercial emociona ao mostrar a difícil intimidade do olho no olho (VÍDEO)

- 37 pequenos gestos que significam amor verdadeiro

Também no HuffPost Brasil

Close
16 casais famosos para acreditar no amor
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção