Huffpost Brazil

Com cortes do Planalto, Dilma faz vaquinha para viajar e promete recompensa a doadores

Publicado: Atualizado:
DILMA ROUSSEFF
Ueslei Marcelino / Reuters
Imprimir

A presidente afastada Dilma Rousseff começou uma vaquinha para arrecadar dinheiro para viagens. O objetivo é mobilizar a população contra o impeachment em discussão no Senado. O Palácio do Planalto proibiu a petista de usar aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) para esse fim.

A meta é chegar a R$ 500 mil. Até a tarde desta quarta-feira (29) o montante estava em R$ 24.270. Do total arrecadado, 83% irá custear despesas com deslocamento da petista. O site Catarse fica com 13% e os outros 4% são de impostos. A prestação de contas estará disponível no site da presidente afastada.

"Mostrar que o impeachment é fraudulento requer conversar com parlamentares, representantes de instituições e de movimentos sociais. Requer, sobretudo, estar junto a cidadãs e cidadãos de todo o País, alertando e mobilizando sobre o papel fundamental de cada um na resistência ao golpe. A presidenta Dilma precisa viajar pelo Brasil afora", diz o site da campanha Jornada pela Democracia - Todos por Dilma.

A iniciativa é organizada por Guiomar Lopes e Celeste Martins, amigas de Dilma que lutaram juntas contra a ditatura militar. "Achamos importante abrir uma conta onde as pessoas pudessem fazer doações e haver disponibilidade de recursos que a presidenta pudesse usar para as suas viagens", afirma Guiomar.

As doações são revertidas em premiações. Independentemente do valor, a pessoa ganha uma citação no site oficial de Dilma, foto autografada virtual e vídeo de agradecimento. Os valores variam de R$ 10,00 a R$ 500,00.

Vaquinha no Mensalão

Na época da prisão dos petistas envolvidos no esquema do Mensalão, o partido conseguiu levantar mais de R$ 1 milhão. Em fevereiro de 2014, a campanha virtual criada por familiares do ex-ministro José Dirceu foi encerrada com arrecadação de R$ 920.694,38, segundo o site "Apoio Zé Dirceu".

Já o ex-deputado do PT José Genoino e o ex-tesoureiro da legenda, Delúbio Soares, também envolvidos no esquema de corrupção, arrecadaram respectivamente, R$ 20 mil e R$ 143 mil em doações.

LEIA TAMBÉM

- Afinal, perícia no Senado pró-Dilma pode sepultar impeachment?

- De olho no impeachment, Temer vai até em aniversário de senador indeciso

- Dilma não pedalou, mas liberou créditos sem aval do Congresso, diz perícia do Senado

Também no HuffPost Brasil:

Close
Manifestações contra votação do impeachment no senado
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção