Huffpost Brazil

Este azul vai te deixar HIPNOTIZADO! Artistas começam a usar novo tom da cor

Publicado: Atualizado:
AZUL
Universidade de Oregon
Imprimir

YInMn. Esse é o nome dado a essa tonalidade intensa e brilhante de azul. A cor foi descoberta acidentalmente há algum tempo, em 2009, por um grupo de cientistas da Universidade do Oregon, nos Estados Unidos. A novidade é que artistas mundo afora estão usando esse azul mais quente em suas obras.

O pigmento foi considerado mais estável quando exposto ao calor ou a condições ácidas. Além disso, ao contrário de outras composições de azul, ele não libera o cianeto e não é cancerígeno.

Além disso, a nova tonalidade tem alta capacidade de reflexo, o que, de acordo com os químicos, significa que pode ser usado em tintas que podem ajudar a manter construções e edifícios mais frescos ao refletir a luz infravermelha.

Essa tonalidade de azul apareceu quando cientistas de Oregon aqueceram o óxido de manganês, juntamente com outros produtos químicos, a mais de 1.200°C. O objetivo da equipe era de fato estudar o óxido de manganês e suas propriedades eletrônicas, mas foram surpreendidos com o novo pigmento. Em entrevista ao site da universidade o professor explicou a surpresa:

"Basicamente, esta foi uma descoberta acidental. Nós estávamos explorando os óxidos de manganês e algumas propriedades eletrônicas interessantes que eles têm, algo que pode ser tanto ferroelétrico e ferromagnético ao mesmo tempo. O nosso trabalho não tinha nada a ver com a procura de um novo pigmento. Então, um dia, um estudante de graduação que está trabalhando no projeto foi recolher amostras de um forno muito quente e eu percebi um azul, muito azul e bonito. Imediatamente eu sabia que algo surpreendente tinha acontecido."

O novo - e possivelmente o melhor - pigmento azul é resultado dos íons de manganês que foram estruturados em uma incomum "coordenação bipiramidal trigonal" na presença de calor extremo.

De acordo com os pesquisadores, o pigmento pode ser usado em tudo, desde tinta para automóveis, obras de arte ou até pinturas de casa.

Os resultados foram publicados no Journal of the American Chemical Society, e foi pedida uma patente para a composição do composto e o processo que o criou. A pesquisa foi financiada pelo National Science Foundation.

LEIA MAIS:

- Por que ninguém concorda sobre a cor deste vestido, de acordo com a ciência

- CASA COR 2016: O que esperar da maior mostra de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas

- Almodóvar e suas cores estão de volta no primeiro teaser de 'Julieta' (VÍDEO)

Também no HuffPost Brasil

Close
O que os cientistas pensam sobre Deus?
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção