Huffpost Brazil

Adolescente morre baleado durante ação policial na zona norte do Rio

Publicado: Atualizado:
JONATAN
Reprodução/TV Globo
Imprimir

Um adolescente de 16 anos morreu na noite desta quinta-feira, 30, ao ser baleado na cabeça no Morro do Borel, na Tijuca, zona norte do Rio. Jhonata Dalber Matos Alves foi atingido quando passava perto de uma operação policial na favela, que tem uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

Moradores acusaram policiais militares de confundirem um saco de pipocas que o adolescente carregava com drogas. Já o comando da UPP afirmou que o rapaz morreu em decorrência de um confronto entre policiais e traficantes.

O tiroteio teria acontecido depois que dois homens em uma motocicleta foram abordados pela polícia, na comunidade. Antes da parada, eles teriam caído da moto e um dos ocupantes, de acordo com os policiais, estava armado e atirou contra a equipe.

"Em seguida, suspeitos em um beco próximo ao local, também armados, iniciaram um confronto com os agentes. Um homem foi baleado e socorrido pelos policiais para o Hospital do Andaraí. O outro ocupante da moto e os demais suspeitos conseguiram fugir", informou a polícia, por nota.

"Não tinha confronto nenhum, é mentira deles", rebateu o avô do adolescente, Antônio Alves, ao site G1. "A única coisa que meu neto foi fazer no morro foi ir à casa da tia para pegar uns saquinhos de pipoca, que a mãe dele tinha pedido, porque hoje era a festa na escola do irmão menor dele. Vocês nem queiram sentir o que minha filha e eu estamos sentindo."

O avô esteve no Instituto Médico Legal (IML) na manhã desta sexta-feira (1) para liberar o corpo do neto.

"É triste você criar um filho, um neto, e ver ele acabar assim, na mão de qualquer polícia. Por que não rendeu meu neto, não mandou ele parar em vez de dar tiro?"

Moradores da comunidade chegaram a interditar as Ruas São Miguel e Conde de Bonfim, próximas ao Borel, e um ônibus foi depredado. O Batalhão de Polícia de Choque foi acionado. A Divisão de Homicídios da Capital está investigando o caso.

LEIA MAIS:

- PM atira no pescoço e mata jovem no interior de SP. O motivo? Um cone de trânsito

- PMs dizem ter mexido no carro para socorrer menino de 10 anos que morreu em perseguição

Também no HuffPost Brasil

Close
Violência no Complexo do Alemão
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção