Huffpost Brazil

Milhares se reúnem em Londres para protestar contra Brexit

Publicado: Atualizado:
PROTEST BREXIT LONDON
Neil Hall / Reuters
Imprimir

Milhares de manifestantes se reuniram no centro de Londres neste sábado para marchar em protesto contra a votação da semana passada pela saída da União Europeia, um resultado que mergulhou o Reino Unido em caos político, com a maioria dos londrinos rejeitando a investida.

A chamada Marcha AntiBrexit foi convocada pelas redes sociais. Na página do Facebook, aqueles que participaram da marcha postaram fotos e vídeos defendendo a permanência na UE.

Com 52% dos votos a favor em referendo, o Reino Unido decidiu deixar a União Europeia (UE) após 43 anos de participação no bloco. A taxa de participação no referendo foi de 71,8%, a maior em votações no Reino Unido desde 1992.

A maior parte dos manifestantes eram jovens adultos. Muitos estavam envoltos em bandeiras da UE, enquanto outros agitavam bandeiras com dizeres como "Nós estamos com a UE" ou simplesmente "Wrexit".

Eles gritavam "O que nós queremos fazer? Ficar na UE" enquanto partiam para o distrito político de Westminster. "Eu fiquei realmente atordoado na manhã após a votação", disse Nathaniel Samson, 25, de Hertfordshire, norte de Londres.

"Sinto-me profundamente incerto sobre o meu futuro", acrescentou. "Estou em marcha para exprimir o meu descontentamento. Estou aceitando o resultado, mas é para mostrar que não vamos aceitá-lo calmamente."

Close
Marcha contra Brexit em Londres
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Em Londres, 60% dos eleitores votaram em favor da permanência na UE no referendo de quinta-feira passada, com os eleitores mais jovens amplamente a favor de permanecer no bloco.

Entre as publicações na rede social, há o argumento de que permanecer na UE significa lutar pela inclusão e humanidade. "Somos mais de 40 mil dizendo sim para a UE", diz um usuário. A página recebeu manifestações contrárias. Um internauta diz que a marcha é uma demonstração contra a democracia: "Realmente triste, se eles amam tanto a União Europeia, então vão viver lá!".

Entre os que defendem a saída do Reino Unido da União Europeia, um dos principais argumentos é econômico. Eles afirmam que, com o Brexit, o Reino Unido ficaria livre para estabelecer relações comerciais com outros países, por exemplo, a China. Os favoráveis ao Brexit afirmam que a taxação sobre as exportações para países de fora da UE é extremamente alta.

Além disso, a saída poderá permitir a alteração das políticas de migração e a criação de um regulamento próprio para a entrada de refugiados. Esse último ponto é polêmico e teve peso na votação, em um momento de grave crise migratória e em que os países europeus não conseguem chegar a um acordo sobre como deve ser a política para os refugiados.

(Com informações da Reuters e Agência Brasil)

LEIA MAIS:

- 3 coisas sobre o Brexit que ainda confundem MUITA gente

- Falta de representatividade no Brexit pode virar 'castigo' aos mais jovens