Huffpost Brazil

Lírio Parisotto tenta justificar violência contra Luiza Brunet: 'Ela é muito agressiva'

Publicado: Atualizado:
LUIZA BRUNET
Fernanda Calfat/Getty Images For amfAR | Fernanda Calfat via Getty Images
Imprimir

Lírio Parisotto usou novamente o Instagram para rebater as acusações de agressão feitas pela ex-mulher, a modelo e atriz Luiza Brunet.

Proibido pelo Ministério Público de se aproximar dela, o empresário publicou neste domingo (3) um relato em que nega a versão de Luiza, dizendo que apenas se defendeu de suas investidas.

Ele afirma que a modelo é "muito agressiva" e descreve o episódio de uma outra briga ocorrida em um barco - da qual saiu ferido, com 10 pontos.

No relato, Parisotto ainda compartilha o depoimento de um amigo que teria testemunhado a agressão por parte da modelo.

lirio

"Este é o depoimento de uma das 10 testemunhas que assistiram a violência da LB. Isto resultou em um ferimento que precisou de 10 pontos no hospital. Cuidado com os prejulgamentos, ela é muito agressiva. Criatura hipócrita. Como estou sendo julgado e por incrível que pareça condenado sem saber do que se trata, aí está o depoimento de uma testemunha. Há quem adora se fazer de vítima na mídia, afinal ela é uma queridinha e sabe muito bem utilizá-la. A verdade não tardará. Não julguem antes dos fatos serem esclarecidos que ainda não sei quais são que ela alega, não fui citado em nada. Deus me dê força e me proteja. Abraço aos amigos, aos que não me conhecem, peço que aguardem a decisão da Justiça. Sempre fiquei quieto como acho que tem que ser em assuntos desta natureza. Fazer o que se ela resolveu mentir... Sempre tentei me defender desta agressividade da parte dela. Não aceitarei ser tratado como agressor de mulher, que tanto respeito e admiro, quem me conhece sabe, infelizmente quem não me conhece prejulga errado. Desabafo, muita pressão desnecessária.”

Neste domingo (3), o Fantástico divulgou uma nota de Luiza Brunet, na qual ela agradece o apoio que está recebendo após tornar público o caso. Na mensagem, ela diz se sentir triste por conta do julgamento de algumas pessoas que tentam justiçar a agressão que ela sofreu.

“Nos últimos dois dias venho recebendo o carinho de meus familiares, amigos e de toda sociedade brasileira. Isso é o que me dá forças para seguir na luta pelo fim da violência contra as mulheres. Mantive uma união estável com um homem que eu acreditava que cuidaria de mim. Me enganei. Fui vítima de grave agressão, tive medo de denunciar, tive vergonha. Foi o apoio da minha família, amigos e a ajuda de profissionais que me trouxeram a coragem necessária para levar adiante a denúncia de agressão. Muito tem sido dito a meu respeito, é triste ver pessoas buscando uma ação minha para justificar a agressão. Nada justifica uma agressão. Infelizmente ainda vivemos a cultura de que a vítima é culpada de alguma forma. Só quem vive isso sabe do pavor e dos sentimentos conflitantes que tomam conta da gente."

Assista à reportagem completa clicando na imagem abaixo:

brunet

O caso

Em entrevista à coluna de Ancelmo Gois, do jornal O Globo, Brunet contou que Parisotto iniciou uma série de agressões verbais e, em seguida, deu um soco em seu olho, além de chutes em seu corpo. De acordo com o relato, o empresário também imobilizou Luiza e quebrou quatro de suas costelas.

As agressões só acabaram quando a modelo ameaçou gritar pelo concierge do hotel em que estavam hospedados em Nova York. Luiza afirma que conseguiu escapar porque se trancou no quarto até a manhã do dia seguinte, quando retornou ao Brasil.

LEIA MAIS:

- Educação é essencial para combater violência doméstica, diz primeiro-ministro

- A violência doméstica está perto de você e independe de renda ou escolaridade

TAMBÉM NO HUFFPOST BRASIL:

Close
As cidades com transportes mais perigosos para mulheres
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção