Huffpost Brazil

Governo Temer quer privatizar tudo o que for possível para reduzir rombo das contas públicas, diz jornal

Publicado: Atualizado:
MICHEL TEMER HENRIQUE MEIRELLES
ANDRESSA ANHOLETE via Getty Images
Imprimir

Em uma tentativa de reduzir o rombo de cerca de R$ 170,5 bilhões das contas públicas, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, estuda um programa de privatizações e concessões do governo Temer que irá render até R$ 30 bilhões em 2017, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo.

Segundo a reportagem, a equipe de Michel Temer está fazendo uma lista de tudo que pode ser privatizado ou concedido à iniciativa privada. A lista já conta com a Caixa Seguridade, participações da Infraero em aeroportos e concessões de rodovias, aeroportos e portos, entre outros.

O plano é chegar em 2017 com um deficit primário menor do que o de 2016, que está calculado em cerca de R$ 170,5 bilhões. Para 2018, o governo interino pretende diminuir ainda mais o rombo, em comparação a 2017.

Para isso, Temer já avisou aos seus ministros, em uma reunião na semana passada, para avaliarem em suas áreas "tudo o que puder ser privatizado e concedido ao setor privado."

Uma maior participação do setor privado já constava nos documentos publicados pelo PMDB no final do ano passado e no início deste ano, enquanto o partido rompia com a presidente afastada Dilma Rousseff.

"O Estado deve transferir para o setor privado tudo o que for possível em matéria de infraestrutura”, disse o documento Uma Ponte Para o Futuro.

LEIA MAIS:

- Cortes, privatizações e reforma na Previdência: O que esperar do governo Temer para a economia brasileira

- Judiciário terá aumento de 41%. Bolsa Família foi reajustado. E o governo Temer prometeu cortar gastos...

Também no HuffPost Brasil

Close
Manifestação contra Michel Temer
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção