Huffpost Brazil

Como saber se um(a) colega de trabalho está deprimido(a) e como ajudar

Publicado: Atualizado:
DEPRESSION WORK
Katie Edwards via Getty Images
Imprimir

Os casos de depressão estão crescendo na Índia, e quem trabalha no setor corporativo está suscetível aos seus efeitos.

No ano passado, a associação Assocham India indicou que 42,5% dos funcionários do setor privado sofrem de depressão ou de transtornos de ansiedade. O estudo citou jornadas de trabalho mais longas e altos níveis de estresse como os responsáveis por esses números. Nova Délhi foi citada como a cidade de maior incidência de depressão.

Há boas chances de que algum(a) dos seus colegas de trabalho sofra de depressão (pode ser até você mesmo). Mas estar atento também significa ser capaz de identificar a diferença entre uma fase de estresse e a depressão clínica.

Listando alguns dos sintomas da depressão clínica no trabalho, Samir Parikh, da Fortis Healthcare, afirma: “Se alguma dessas mudanças de comportamento forem observadas por mais de duas semanas, seu colega (ou você) podem fazer um check-up mental ou procurar aconselhamento profissional”.

Os sintomas mencionados por Parikh incluem:

- Perda do poder de concentração por longos períodos
- Grande mudanças no apetite, seja falta de fome ou acessos de comilança
- Queda nos níveis de energia e motivação
- Sensibilidade extrema a críticas, ao mesmo tempo sendo extremamente crítico dos outros
- Irritabilidade
- Pouca de socialização: evitar tomar café com amigos ou colegas do trabalho
- Sorrisos forçados ou insinceros
- Queixas de exaustão física e dores no corpo

Segundo Prakriti Poddar, da Fundação Poddar, instituição de Mumbai especializada em saúde mental, amigos e familiares bem-intencionados acham que o apoio e as conversas serão suficientes para ajudar uma pessoa deprimida.

“Essas pessoas não estão preparadas para ajudar uma pessoa a sair da depressão. Você pode incentivá-la a procurar ajuda, a continuar com o tratamento prescrito e assegurá-las de que você confia na capacidade dela de se curar”, disse ela. “Isso é muito importante e mais que suficiente.”

Especialistas sugerem algumas coisas que você pode fazer para ajudar um colega (ou a si mesmo):

1. Fique calmo: “É importante não se estressar ou ficar ansioso”, diz Parikh. “Se você ficar nervoso, não vai conseguir ajudar um(a) colega angustiado(a).”

2. Compartilhe histórias: “Você pode não ter muitas histórias de estresse suas para contar. Mas falar sobre qualquer experiência pode levar a uma conversa franca, o que ajuda”, diz Era Dutta, psiquiatra do SL Raheja Fortis, de Mumbai.

3. Esteja alerta: Preste atenção em eventuais tendências suicidas. “Quaisquer itens potencialmente perigosos, como objetos cortantes, remédios e substâncias venenosas, têm de ser removidos”, afirma Parikh.

uniquely india work
Um pouco de incentivo pode ajudar muito

4. Nunca diga: “Bola pra frente. A vida é assim!” “Isso pode piorar as coisas”, diz Poddar, comparando esse tipo de abordagem a esfregar sal numa ferida. Ofereça apoio em vez de confundir a pessoa ainda mais a respeito do estado de vulnerabilidade – ninguém escolhe ficar deprimido.

5. Respeite os desejos: Espaço é importante. “Seu(sua) colega talvez precise de um tempo de vez em quando, então respeite esse desejo”, diz Dutta. “Às vezes é reconfortante ficar sozinho(a).”

6. Esteja presente. Se seu(sua) colega mora sozinho, tente garantir que ele(a) vá ter companhia. “Estar sozinho(a) muitas vezes agrava o quadro”, diz Poddar.

7. Não fique magoado ou sinta-se afrontado com facilidade. Lembre que você está ajudando. Se a pessoa deprimida reclamar com você, não leve para o pessoal nem considere uma atitude pouco profissional. “É a depressão, não seu(sua) colega. Não desista dele(a)”, diz Dutta.

8. Leve-os(as) para consultar um especialista. Se você conseguir convencê-lo(a) a ver um especialista, acompanhe-o(a). Especialmente se ele(a) estiver se mutilando, bebendo em excesso ou deixando de tomar os remédios prescritos, diz Poddar.

9. A motivação funciona. Incentive-o(a) (gentilmente) a praticar atividades que davam prazer no passado, diz Dutta. Também alerte seus superiores, mas de maneira cuidadosa, para que seu(sua) colega não se sinta ameaçado(a).

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost India e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Profissionais de saúde mental dão dicas para lidar com sinais da depressão

- O que uma empresa pode fazer para ajudar na saúde emocional do funcionário?

- Saúde no trabalho também inclui falarmos abertamente de depressão e ansiedade

Também no HuffPost Brasil

Close
11 coisas que as pessoas que se agridem querem que você saiba
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção