Huffpost Brazil

Aqui está o mapa da política externa de Donald Trump. Seria engraçado se não fosse assustadoramente real

Publicado: Atualizado:
Imprimir

mapa trump

Donald Trump tem sorte. Sua campanha tem o maior assessor de política externa que já existiu. “Ando conversando comigo mesmo”, Trump assegurou ao mundo quando lhe perguntaram de onde vem sua assessoria em política externa. “Tenho cabeça muito boa.”

Vasculhamos as muitas coisas que Trump já disse sobre política externa, num esforço para discernir exatamente o que está se passando dentro dessa cabeça muito boa. Inspirados no artigo do HuffPost Comedy sobre a visão de mundo do candidato, decidimos desenhar um mapa-múndi com suas propostas de política externa. As duas coisas acabaram não sendo muito dessemelhantes.

Afeganistão: Um Erro

Trump descreveu a guerra nesse país como “um erro terrível”, mas mais tarde voltou atrás para dizer que apoia o esforço de guerra no Afeganistão, mas foi contra a invasão do Iraque.

África do Sul: Baderna e Bandidagem

Em um tweet de dezembro de 2013, Trump escreveu: “Realmente gosto do Nelson Mandela, mas a África do Sul é uma baderna cheia de bandidagem que só está esperando a hora de explodir –não uma situação boa para a população!”

Arábia Saudita: Máquina de Fazer Dinheiro

“Eles são uma máquina de dinheiro, são uma máquina monetária, mas não nos reembolsam como deveríamos ser reembolsados”, disse Trump ao New York Times, aludindo à assistência de defesa que os EUA dão à Arábia Saudita.

Austrália: Que Merda é Essa, Cara?

Enquanto isso, a Austrália está lá longe, lá embaixo. “Quer merda é essa, cara?”

Bélgica: Buraco Infernal

Em janeiro Trump disse que os muçulmanos não foram assimilados em Bruxelas e descreveu a cidade como “buraco infernal”. Depois que ataques terroristas coordenados deixaram mais de 30 mortos na cidade, em março, Trump reiterou seus comentários e tuitou: “Não é que eu tinha razão?”

Brasil: Dilma Quem?

Em entrevista a uma revista brasileira, em 2014, Trump não sabia que Dilma Rousseff era mulher nem que ela era a presidente do país.

Canadá: TedCruzLândia

Trump já disse que pode processar seu rival republicano senador Ted Cruz, do Texas, “por não ser um cidadão nato” (Cruz nasceu no Canadá, filho de mãe americana). A questão ainda está sob disputa, em parte, segundo a PolitiFact, porque a Suprema Corte americana “nunca tomou uma decisão direta sobre as exigências de cidadania para os ocupantes da Presidência”.

China: Está Estragando Tudo

Trump acusa a China de causar uma série de problemas econômicos dos Estados Unidos. Ele já disse que, quando for presidente, “a China será avisada de que a América voltou à liderança global e que os tempos da China manipular a moeda e trapacear acabaram”. (Alguns dos produtos de Trump são, na realidade, fabricados na China)

Coreia do Norte: Impressionante

Trump já descreveu o líder norte-coreano Kim Jong-un como “um maníaco”, mas também parece achá-lo impressionante. “Quantos caras jovens – ele tinha tipo 25 ou 26 anos quando o pai dele morreu – encaram esses generais durões, e, de repente, ele vai lá, assume e vira o chefão”, falou Trump, segundo a ABC News. “É incrível.”

Coreia do Sul: Precisa de Armas Nucleares

Trump também sugeriu que a Coreia do Sul talvez precise de armas nucleares para poder combater a Coreia do Norte sem a ajuda dos EUA, desencadeando o receio de uma corrida armamentista asiática. Um dos maiores jornais sul-coreanos escreveu em editorial: “Estamos estarrecidos com essa visão tão míope”.

Cuba: Nós Numa Boa

Diferentemente da maioria dos outros pré-candidatos presidenciais republicanos, Trump disse no ano passado que apoia a decisão do presidente Barack Obama de reatar com Cuba. Mas, para ele, os EUA “deveriam ter fechado um negócio melhor”.

Escócia: Mamãe

Em 2008 Trump passou 97 segundos visitando a casa onde sua mãe morou quando era criança, na Escócia. Estava indo divulgar um campo de golfe. “Realmente me sinto escocês”, ele disse.

Estados Unidos: Fazer a América ser Grande Outra Vez
Quando anunciou seu comitê exploratório presidencial no ano passado, Trump disse: “Eu sou o único que pode fazer a América ser verdadeiramente grande outra vez!”

donald trump hair

França: Odeia Armas

Trump sugeriu que civis armados poderiam ter impedido os ataques terroristas do ano passado em Paris, se a França não tivesse leis tão rígidas de controle de armas.

Guantánamo: Tortura! Oba!

Trump já disse que, se depender dele, a tortura do falso afogamento (“waterboarding”) voltará a ser aplicada, e “coisas muito piores” também. O diretor da CIA, John Brennan, disse que a agência de espionagem não vai retomar a prática do “waterboarding”, mesmo que um presidente futuro o ordenar.

Índia: A+

“A Índia está se saindo superbem. Ninguém fala disso”, comentou Trump este ano.

Iraque/Síria: Mirar Contra Civis

Trump defendeu o assassinato intencional de familiares de militantes do Estado Islâmico, o que seria um crime de guerra. Mais tarde ele deu para trás, insistindo que prometeu apenas “ir atrás deles”, não necessariamente matá-los.

Irã: Quem Sabe?

Trump vem hesitando e mudando de posição em relação ao acordo nuclear internacional com o Irã, ora dizendo que o anularia, ora não, mas recentemente propôs uma alternativa bizarra: suspender as restrições ao acesso iraniano aos mercados americanos e vender mísseis defeituosos ao país, ganhando dinheiro com isso.

Israel: Vou Dar um Jeito Nisso

“Eu diria que eu teria uma chance melhor que qualquer outro de fechar um acordo”, disse Trump, falando de resolver a disputa territorial entre israelenses e palestinos, que se arrasta há décadas.

Japão: Precisa de Armas Nucleares

Trump sugeriu que o Japão talvez precise de armas nucleares para poder combater a Coreia do Norte sem a ajuda militar dos EUA. O ministro do Exterior japonês qualificou essa perspectiva de “impossível”. Trump mais tarde tentou voltar atrás.

Líbia: Dinheiro do Petróleo

Trump agora diz que nunca apoiou a intervenção de 2011 para afastar Muammar Gaddafi do poder. Na época, porém, ele previu que o povo da Líbia recompensaria os EUA por seus esforços com petróleo.

México: Muro Grande (o México vai Pagar)

Trump quer construir um muro na fronteira entre os EUA e o México para impedir imigrantes sem documentos de entrar nos Estados Unidos e espera que o México pague aproximadamente US$5 bilhões a US$10 bilhões pelo muro. O presidente mexicano Enrique Peña Nieto já disse que não pagará pelo muro e comparou o “discurso estridente” de Trump ao de Hitler.

Marrocos: Basicamente um México

Um anúncio de TV declarando que Trump acabará com a imigração ilegal vinda do México mostrou imagens de migrantes africanos viajando do Marrocos para território espanhol. A porta-voz de Trump, Hope Hicks, disse ao PolitiFact que desconhecia a origem das imagens.

Paquistão: Armas Nucleares

Trump apontou para o fato de o Paquistão possuir armas nucleares para reforçar sua ideia de que o Japão e a Coreia do Sul também podem precisar delas.

Rússia: Manda ver, Putin!

Depois de o autocrático presidente russo Vladimir Putin ter descrito Trump como “inteligente e talentoso”, Trump devolveu o elogio, dizendo que Putin é “um líder, diferentemente do que temos neste país” e “altamente respeitado”. Mais tarde Trump tentou negar que tivesse feito o elogio.

Quênia: Onde Obama Nasceu?

Há anos Trump vem alimentando uma teoria conspiratória racista e fartamente desmentida segundo a qual Obama teria nascido no Quênia e seria muçulmano.

Reino Unido: Polícia Amedrontada

“Há locais em Londres e outros lugares que são tão radicalizados que os policiais temem pela própria vida”, disse Trump. A Polícia Metropolitana de Londres respondeu dizendo que o magnata imobiliário “não poderia estar mais equivocado”.

Suécia: Não São Terroristas

“Ao que eu saiba, o pessoal que derrubou o World Trade Center, sabe onde –eles não voaram de volta à Suécia”, falou Trump em entrevista no ano passado.

Turquia: Forte, mas EI, Talvez?

Trump é cheio de opiniões conflitantes sobre a Turquia. Ele acusou Ancara de deixar o Estado Islâmico transportar petróleo ao país, depois de a Turquia abater um avião de guerra russo perto da fronteira síria. “A Turquia parece que está do lado do EI, mais ou menos, com base no petróleo”, ele disse. Mas acrescentou que a Turquia, país que tem duas Trump Towers, é feita de “pessoas incríveis” que têm “um líder forte”.

Ucrânia: Culpa do Obama

“Putin não respeita nosso presidente nem um pouquinho”, Trump explicou à plateia de uma conferência sobre a promoção da integração da Ucrânia na Europa. Ele já disse que não se importa se a Ucrânia entrar para a Otan, que, segundo ele, “é obsoleta”.

Uruguai: Trump Tower

“Vistas espetaculares e instalações do mais alto padrão”.

donald trump hair

Arte de Alissa Scheller para The Huffington Post.

LEIA TAMBÉM:

- Stephen King e outros mais de 600 escritores se unem contra Donald Trump

- Meryl Streep faz paródia de Trump e prova que NENHUM papel é impossível para ela

- J.K. Rowling defende o direito de Donald Trump de ser 'ofensivo' e 'preconceituoso'

- Populistas e demagogos como Donald Trump existem desde a Roma Antiga

Também no HuffPost Brasil

Close
13 frases (apavorantes) de Donald Trump
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção