Huffpost Brazil

Amanda Nunes ATROPELOU Miesha Tate e é a primeira brasileira campeã do MMA

Publicado: Atualizado:
Imprimir

Este foi um fim de semana e TANTO para as mulheres no esporte.

Serena Williams arrebentou em Wimbledon no sábado (9). Neste domingo (10) as meninas do time brasileiro de vôlei bateram os Estados Unidos e mais: Amanda Nunes atropelou Miesha Tate no MMA logo no primeiro round e o Brasil acordou com uma brasileira campeã do MMA pela primeira vez.

amanda nunes

Amanda Nunes celebra após derrotar Miesha Tate durante o UFC 200 neste domingo (10)

Amanda atropelou Miesha e conquistou o cinturão peso-galo feminino na madrugada do domingo (10), em Las Vegas, nos Estados Unidos.

amanda nunes

A lutadora de Salvador não deu a menor chance para a americana e venceu por finalização, depois de encaixar uma sequência de golpes, em pouco mais de três minutos de luta. Aos 28 anos, ela se tornou a primeira brasileira campeã do UFC.

Segundo informações da Veja.com, a luta principal da noite seria a disputa de cinturão entre Jon Jones e Daniel Cormier, mas, Graças ao corte de última hora de Jones, flagrado em exame antidoping, a disputa feminina foi escolhida pelo como a grande atração do evento.

amanda nunes

Concentrada e mais calma do que de costume, Amanda evitou as quedas da adversaria, dominou o centro do octógono e ditou o ritmo das ações ao andar para frente e alternar chutes baixos, cruzados de direita e jabs no corpo da adversária.

Após uma violenta sequência de golpes em pé, que derrubou Miesha por duas vezes, Amanda golpeou as costas da adversária e encaixou um mata-leão que deu números finais à disputa ainda no assalto inicial.

As informações são da AgFight.

Tate, de 29 anos, deixou o octógono machucada, sangrando e parabenizou a brasileira com um cordial abraço:

amanda nunes

Já de posse do cinturão, Amanda dedicou sua vitória à família:

"É para você, vó. Estou voltando. Há um ano não vejo minha família, mas estou indo para o Brasil e levando esse cinturão comigo"

A categoria, que foi dominada por Ronda Rousey por muitos anos, tem sua terceira campeã em menos de um ano.

Em novembro de 2015, a americana Holly Holm tomou o cinturão de Ronda, mas, quatro meses depois, foi nocauteada por Miesha Tate.

A tendência agora é que a brasileira defenda seu cinturão diante de Ronda Rousey, que está há quase um ano sem lutar.

Veja mais imagens da luta:

Close
Amanda Nunes é a primeira mulher brasileira a vencer torneio de MMA
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual


Mais tarde, em seu Instagram, a namorada da campeã, Nina Ansaroff, publicou uma foto junto com Amanda, dando os parabéns à amada:

Told you! #ufc200 #AndNew #mychampmandy

Uma foto publicada por @ninaansaroff em


Segundo o jornal Extra, na coletiva de imprensa após o UFC 200, Amanda falou sobre sua relação e o fato de ser a primeira lutadora gay com título na organização.

"É incrível (ser a primeira campeã gay), sou feliz comigo mesma. É isso o que importa. Nina é a melhor parceira de treinos da minha vida. Ela vai ser a próxima campeã dos palhas, podem ter certeza. Ela tem muito talento e significa tudo para mim. Me ajuda demais. Eu a amo"

Lute como uma garota, Amanda!

(Com informações da Reuters, Estadão Conteúdo e AgFight)

LEIA MAIS:

- José Loreto enfrenta o mundo como José Aldo em trailer de filme sobre o lutador de MMA

- Brasil vai ter mais uma lutadora no UFC. E ela sonha em lutar contra Ronda...

VEJA MAIS NO HUFFPOST BRASIL:

Close
Holly Holm destroça Ronda Rousey e se torna a nova 'rainha' do UFC
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção