Huffpost Brazil

Luiza Brunet rebate críticos: 'Antes de julgar, viva minhas tristezas'

Publicado: Atualizado:
Imprimir

Duas semanas após revelar ter sido vítima de violência doméstica, Luiza Brunet usou seu perfil do Instagram, na manhã desta quinta (14), para desabafar e mandar um recado a quem a critica nas redes sociais:

"Antes de julgar a minha vida ou o meu caráter, calce os meus sapatos e percorra o caminho que eu percorri, viva as minhas tristezas, as minhas dúvidas e as minhas alegrias. Percorra os anos que eu percorri, tropece onde eu tropecei e levante-se assim como eu fiz."


Na legenda da foto, ela escreveu: "Como não amar, como não vestir a carapuça , quando ela diz o que eu gostaria de dizer e ouvir." E usou a hashtag #CoragemPraMudar.

A citação está creditada a Clarice Lispector, mas na verdade é um texto apócrifo que circula nas redes sendo, por vezes, creditado à autora ou ao guru Osho.

A atriz e modelo denunciou o empresário Lírio Parisotto - seu companheiro de cinco anos - por agressão no dia 1º de julho. Desde então, tem recebido bastante apoio dos fãs. Há, no entanto, há aqueles que condenam sua postura de ter levado a público a violência sofrida.

No domingo (10), ela publicou uma foto com seu rosto e a hashtag #CoragemParaMudar, aludindo ao fato de ter tido forças para denunciar e lutar contra as agressões que sofreu mais de uma vez.

#CoragemPraMudar #CoragemPraMudar #CoragemPraMudar #CoragemPraMudar. REPLIQUE #CoragemPraMudar

A photo posted by Luiza Brunet ❤️🌹 (@luizabrunet) on


Para as pessoas que estão contra Luiza, ela deixa o recado em alto e bom tom.

Entenda o caso

Luzia Brunet revelou, em entrevista à coluna de Ancelmo Gois, do jornal O Globo, no dia 1 de julho, ter sido espancada pelo ex-namorado na madrugada do dia 21 de maio.

A atriz afirma que Parisotto iniciou uma série de agressões verbais e, em seguida, deu um soco em seu olho, além de chutes em seu corpo. De acordo com o relato, o empresário também imobilizou Luiza e quebrou quatro de suas costelas.

Ela entregou ao Ministério Público Estadual de São Paulo fotos que comprovam a agressão, ocorrida em maio, em Nova York. "Só quem vive isso sabe do pavor e dos sentimentos conflitantes que tomam conta da gente.", disse.

No mesmo dia, o MP-SP emitiu pedido de medidas protetivas para Luiza Brunet contra o ex-companheiro da atriz. O pedido foi aceito pela Justiça, e Parisotto está proibido de se aproximar de Brunet e de manter contato com ela por qualquer meio.

A atriz não quer nenhum tipo de indenização; o processo no Ministério Público trata somente da agressão – baseada na Lei Maria da Penha.

LEIA MAIS:

- Luiza Brunet foi agredida mais de uma vez por Lirio Parisotto, diz site

- Após caso de Luiza Brunet, atriz Gisele Fraga denuncia violência doméstica: 'Na época tive medo de falar'

- A violência doméstica está perto de você e independe de renda ou escolaridade

Também no HuffPost Brasil

Close
#ElePodeNãoTeBater Mas... Violência Psicológica
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção