Huffpost Brazil

Diretor de cinema Hector Babenco morre aos 70 anos

Publicado: Atualizado:
HECTOR BABENCO
TIZIANA FABI via Getty Images
Imprimir

O diretor Hector Babenco morreu na noite desta quarta-feira (13). De acordo com informações publicadas pela Folha de S.Paulo, o cineasta sofreu uma parada cardíaca em sua casa.

Argentino nascido em Mar del Plata, Babenco viveu no Brasil desde os 19 anos, e se naturalizou brasileiro aos 31. Babenco foi indicado ao Oscar de melhor diretor pela obra O Beijo da Mulher Aranha (1985). Três de seus filmes também disputaram a Palma de Ouro em Cannes.

Outros de seus filmes mais conhecidos são Pixote: A lei do mais fraco (1981) e Meu amigo hindu, seu último filme, lançado em 2016, que tem William Dafoe como protagonista e Maria Fernanda Cândido no elenco.

Também é obra de Babenco o longa Carandiru (2003), que narra o cotidiano e um massacre em um dos presídios mais famosos e icônicos do país, na zona Norte de São Paulo.

Babenco foi casado durante cinco anos com a atriz Barbára Paz. De acordo com Denise Winther, assessora de Babenco, a atriz não vai se manifestar sobre a morte do cineasta. "Bárbara não está em condições de falar com ninguém", disse Winther ao Ego.

De acordo com o Ego, Babenco será velado na sexta-feira (15), na Cinemateca, em São Paulo, das 10h às 15h. Depois seu corpo será levado a Itapecerica da Serra e vai ser cremado no Horto da Paz.

Também no HuffPost Brasil

Close
13 livros que serão adaptados para o cinema em 2016
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção