Huffpost Brazil

Aplicativo WhatsApp está bloqueado mais uma vez em todo o Brasil

Publicado: Atualizado:
WHATSP
Montagem/Getty Images
Imprimir

O aplicativo WhatsApp foi bloqueado mais uma vez em todo o Brasil. Desta vez, a decisão é da juíza de fiscalização da Vara de Execuções Penais do Rio de Janeiro Daniela Barbosa Assunção.

A suspensão foi determinada porque o Facebook, dono do aplicativo, se recusou a cumprir quebra de sigilo de dados trocados entre pessoas investigadas, de acordo com o jornal O Globo.

O bloqueio começou às 14h nas operadoras Vivo e Oi. Outras operadoras devem suspender o serviço em breve.

Irritação

Segundo a Folha de S.Paulo, a juíza ficou irritada com o comportamento da empresa durante a investigação.

Para ela, o fato de a empresa ter respondido em inglês o pedido de quebra de sigilo mostra "total desprezo às leis nacionais, inclusive porque se trata de empresa que possui estabelecida filial no Brasil”. Na avaliação dela, a empresa trata o País como uma “republiqueta”.

A juíza quer que o aplicativo desabilite a criptografia, que permite que apenas as pessoas na conversa possam ler as mensagens. Dessa forma, o fluxo de mensagens poderia ser enviado em tempo real para os investigadores, como ocorre com as interceptações telefônicas.

Ainda segundo a Folha, antes de determinar o bloqueio, a juíza tinha pedido a companhia a quebra de sigilo de mensagens, sob pena de multa diária de R$ 50 mil.

Histórico

Esta é a terceira vez que a Justiça brasileira bloqueia o aplicativo. A primeira vez que ele foi suspenso foi em dezembro do ano passado, por uma decisão da 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo. O último bloqueio aconteceu em maio deste ano e ficou mais de 24 horas fora do ar.

Todas as decisões de bloqueio do aplicativo foram feitas como forma de retaliação à empresa de Mark Zuckerberg, que se nega a colaborar com investigações da Justiça brasileira.

Em maio, a empresa explicou que o WhatsApp não tem acesso às conversas, uma vez que elas são criptografadas, o que significa que apenas os usuários participantes da conversa têm acesso a elas.

Procurada pelo HuffPost Brasil, a assessoria de imprensa do WhatsApp afirmou que a empresa ainda não tem um posicionamento oficial sobre o caso e deve se pronunciar até o final do dia.

LEIA MAIS:

- Juiz que bloqueou WhatsApp será alvo de processo do Conselho Nacional de Justiça por suposto 'abuso de poder'

- Amigos de Facebook: Zuckerberg responde Luciano Huck após bloqueio do WhatsApp no Brasil

Também no HuffPost Brasil

Close
Fails de WhatsApp
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção