Huffpost Brazil

Repórter que denunciou assédio de Biel: 'Eu ser simpática não dá abertura para ele fazer o que fez'

Publicado: Atualizado:
BIEL
Reprodução/Instagram
Imprimir

Giulia Pereira, repórter que denunciou o cantor Biel por assédio, concedeu uma entrevista ao Programa do Gugu, que será exibido nesta quarta-feira (20).

A jornalista de 21 anos mostrou o rosto pela primeira vez desde que o caso se tornou público e falou sobre o que ocorreu no dia do encontro com o cantor.

E um dos trechos que jornal Extra teve acesso Giulia fala sobre o que sentiu depois após o episódio:

“Eu desci muito nervosa, eu estava muito nervosa. Comecei a tremer, porque na hora você vai deixando passar e tenta ignorar um pouco disso para continuar com o seu trabalho. Mas quando você sai, é que cai a ficha. E você começa a perceber os absurdos. E eu peguei um táxi e fui pra casa de uma amiga, que é perto de onde foi a entrevista. Como já estava tarde, eu fui pra lá direto. Eu cheguei lá já chorando.”

Em outro trecho, ela rebate as críticas que recebeu devido a sua postura na hora da entrevista.

Imagens divulgadas da entrevista mostram que Giulia não repreende a postura do cantor durante a entrevista. Para alguns, isso sinalizaria uma “uma abertura” da parte dela para o assédio do cantor.

“Eu ser simpática não dá abertura para ele nem para ninguém fazer os comentários que ele fez. De me oferecer beijo, de perguntar se eu queria que ele mostrasse a heterossexualidade dele, de me chamar de gostosa. Não existe isso. Nem em entrevista e nem em lugar nenhum.”

Confira um teaser da entrevista no player abaixo:

Relembre o caso

No dia 3 de junho, a repórter do portal iG denunciou o assédio que sofreu durante uma entrevista com Biel. O fato ocorreu em maio durante uma entrevista com o cantor sobre o seu novo álbum.

A notícia ganhou repercussão nacional.

O cantor, nascido Gabriel Araújo Marins Rodrigues, de 20 anos, foi denunciado pela profissional na 1ª Delegacia da Mulher de São Paulo por assédio sexual. De acordo com o relato, ele chamou a jornalista de “gostosinha” e disse que “a quebraria no meio” se mantivessem relações sexuais.

Durante a entrevista, a repórter menciona que tem quase a mesma idade do cantor. Ele responde: "Idade não significa nada. Se te pego, te quebro no meio". Depois, ela questiona se ele é bissexual, em menção às buscas no Google sobre "Biel é bi?". O artista retruca: "Por quê? Você quer que eu te mostre com atos e ações? E eu sou heterossexual. Eu gosto é de boceta".

Cinco dias após a repercussão, o cantor pediu desculpas à jornalista assediada, aos fãs, familiares e a quem mais "se sentiu ofendido" com suas ações.

"Nunca imaginei que minhas palavras poderiam machucar quem me entrevistava, então estou aqui para me desculpar não só com a repórter, mas com todas mulheres que se sentiram ofendidas com as minhas palavras. Acho que estou em dívida com a minha família, não foi a educação que eles me deram e isso não vai acontecer de novo."

Demissões

Depois que a denúncia veio a público, Giulia tirou uma “licença” para se recuperar emocionalmente do caso. Dias depois foi demitida.

Pouco mais de uma semana após a demissão Giulia, o portal iG demitiu também a editora que apoiou a jornalista e escreveu sobre a denúncia.

A editora-executiva Patrícia Moraes foi demitida com o argumento de corte de gastos - mesmo motivo alegado para demitir a repórter vítima de assédio. Para a primeira dispensa, o iG também falou na necessidade de "seniorização da equipe".

LEIA MAIS:

- Eu fui assediada por políticos quando era repórter em Brasília

- Sandra Annenberg se afirma como feminista e revela já ter sofrido assédio sexual

TAMBÉM NO HUFFPOST BRASIL:

Close
17 tuítes poderosos que mostram como o abuso emocional pode machucar
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção