Huffpost Brazil

'Ir ao supermercado parece escalar o Everest': O que dizem as pessoas que sofrem de ansiedade social

Publicado: Atualizado:
ANXIETY
Nick Shepherd via Getty Images
Imprimir

O que realmente significa viver com transtorno de ansiedade social? Os usuários do Reddit falam sobre o assunto.

O Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido identifica o transtorno como “um medo persistente e opressivo de situações sociais”.

Mas o transtorno de ansiedade social não traz apenas sintomas emocionais: ele também aumenta os batimentos cardíacos, causa falta de ar, aperto no peito e náuseas.

Exemplos de situações que podem provocar esse tipo de resposta incluem convidar pessoas para entrar em casa, comer ou beber sendo observado, ir a festas ou usar banheiros públicos – embora as circunstâncias variem de caso a caso.

Os usuários do Reditt explicam exatamente o que sentem.

"Imagine ruminar sem parar sobre as menores interações sociais e tirar as piores conclusões apressadas toda vez, a ponto de sentir-se fisicamente doente.

Lembra quando você era criança e sua mãe te deixava na fila e você entrava em pânico? Imagine isso toda vez que você vai fazer compras, comer fora etc."

"É como saber que você tem um problema, a solução está na sua frente, mas mesmo assim você não consegue fazer nada a respeito.

Sofro de transtorno de ansiedade social e, não fosse por isso, deveria ser uma pessoa bastante extrovertida. Estar numa festa ou evento do tipo é como te mostrar algo que você não pode ter.

Você fica lá observando todos se divertindo e sabe que bastaria se juntar e conversar e se envolver, mas não consegue. O que você quer está na frente do seu nariz, mas fora do seu alcance, como alguém segurando a chave da sua cela na prisão, mas você não consegue pegá-la.

Mas a pior parte é que a culpa é sua. Você sabe que tem um problema e, se não fosse por isso estaria se divertindo, e é por causa desse medo que você não consegue participar, diferente de ter a chave da prisão na frente do seu nariz mas fora do seu alcance. Na verdade você consegue alcançá-la, mas decide não fazê-lo, e aí fica chateado por naquela cela. E você sempre sabe que saber disso não é sua culpa – e essa é provavelmente a pior parte."

"Uma tarefa mundana como ir ao supermercado parece escalar o Everest."

"A sensação constante e incômoda de que todos os seus amigos secretamente te odeiam/ficam irritados com você, o que te faz ter dúvida se suas amizades são genuínas."

"Você passa meses/anos sem falar com as pessoas de quem gosta porque a ideia de ligar para eles te dá vontade de fugir gritando para as montanhas."

"Chorar no supermercado porque você não consegue achar o limão, mas a ideia de perguntar para alguém te deixa fisicamente doente.

Não ir ao médico/dentista por anos porque ligar para marcar uma consulta está além de suas capacidades.

Pular refeições porque não tem comida na casa, mas pedir pelo telefone significa ter de atender a campainha."

"As pessoas acham que é só nervosismo. Não é. É pensar demais sobre um assunto até ficar fisicamente doente. Cãibras, dor de cabeça, a sensação horrível de ter de correr para o banheiro. Sim, você fica nervoso. Mas é só o começo. É difícil respirar, você acha que realmente vai morrer, porque não está sem ar. Às vezes você desmaia. Mas é diferente para cada pessoa. É preocupar-se com tudo; coisas que não merecem preocupação. Fico tão agitado, meu estômago fica tão embrulhado, que não consigo comer, porque a comida não para lá dentro. Você acha que as pessoas estão o tempo todo te julgando, olhando para você, mesmo que não estejam. Você acha que ninguém gosta de você, mesmo que gostem. E é a sensação constante de achar que algo ruim vai acontecer. Acredite, ansiedade social não é somente ser 'tímido'."

". Escolher o caminho mais longo para o shopping para evitar as pessoas que pedem para você assinar uma petição.

. Ensaiar 20 vezes o pedido do Starbucks para não se confundir na hora.

. Uma quantidade desnecessária de ansiedade quando alguém te liga ou você tem de ligar para alguém.

. Seu amigo está tendo um dia ruim, então tem de ter sido por causa de algo que você fez.

. Alguém não respondeu sua mensagem de texto, então te odeiam e nunca mais querem falar com você.

. O caixa errou no troco mas você não quer ser chato então não fala nada."

Os Redditers também falaram como o transtorno afeta seu trabalho e suas perspectivas de promoção e crescimento na carreira.

"Não falo no trabalho porque tenho medo de soar burro ou mau. Fiz uma piada ruim certa vez e deram uma risadinha. Toda vez que quero dizer algo, lembro como foi idiota aquela piada, que ninguém lembra, e paro porque tudo o que disser será idiota. O medo de não querer incomodar os outros te faz solitário."

Em um artigo no The Huffington Post, Evan Mayo Wilson – principal autor de um estudo sobre antidepressivos e ansiedade – disse: “A ansiedade social é mais que timidez”.

“Pessas que sofrem desse transtorno podem ter severas incapacitações, de renegar amizades a rejeitar promoções que exigiriam mais interações sociais.”

Segundo pesquisa da instituição Anxiety UK, até 1 em cada 6 jovens na Inglaterra sofreram de ansiedade na semana anterior.

É um aumento de 12,8% nos últimos 14 anos.

O transtorno de ansiedade social é tratável, mas, apesar disso, a Anxiety UK relata que talvez menos de 25% das pessoas estejam recebendo tratamento.

Depois de consultar um clínico geral para obter o diagnóstico, o tratamento mais comum é a terapia cognitiva comportamental, que tem demonstrado os melhores resultados.

Antidepressivos também podem ser prescritos em casos de pessoas que sofrem de ansiedade extrema.

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

LEIA MAIS:

- Como é viver com ansiedade: 15 relatos dos nossos leitores sobre angústias diárias

- 10 informações sobre o transtorno de ansiedade que podem ajudar a eliminar o estigma

- Mulheres têm mais chance de sofrer de ansiedade, diz estudo

Também no HuffPost Brasil

Close
Indiana ilustra emoções de pessoas ansiosas
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção