Huffpost Brazil

5 saudades nos 5 anos da morte de Amy Winehouse: Relembre a última entrevista da cantora

Publicado: Atualizado:
AMY WINEHOUSE
Que voz, que voz, que voz! | Dylan Martinez / Reuters
Imprimir

Há exatos cinco anos, o mundo perdia o talento fulminante da cantora inglesa Amy Winehouse, aos fatídicos 27 anos, a temida idade para o rock.

Amy morreu em decorrência de uma overdose alcoólica.

A saudade e a ausência dela se reprisaram inúmeras vezes desde 23 de julho de 2011.

O jornal britânico The Telegraph relembrou, neste sábado (23), a última entrevista da cantora, concedida ao crítico musical Neil McCormic. Na ocasião, Amy estava gravando um dueto com o ídolo-mor dela, Tony Bennett, 85 anos. Amy pedia desculpas pelo nervosismo e dizia, "Eu não vou chorar. Eu não vou chorar".

A partir de trechos da entrevista, o HuffPost reuniu cinco saudades de Amy, cuja voz poderosa cantava ventos memoráveis da música pop e da entrega de uma artista ao seu talento:

1. O dia em que ela cantou com o ídolo, Tony Bennett

Encontrar um ídolo é o tipo de experiência mágica em que até o mais idolatrado dos famosos retorna à anônima e universal posição de simples e deslumbrado admirador. Foi com esse olhar e encanto que Amy vivenciou a experiência de fazer um dueto de "Body and Soul" ao lado da lenda americana do jazz Tony Bennett.

"Sou minha pior crítica", diz Amy. "Se eu não entrego o que estava planejando em minha mente, não fico feliz. A voz do Tony está bem aqui na minha orelha, e isso é tão grandioso pra mim que não consigo olhar para cima e enxergar o Tony como uma pessoa. Sei que estou parecendo estúpida, mas é difícil."

2. Uma timidez driblada com a música

Além de um autocriticismo ferrenho, a entrevista revela a timidez de Amy. Aquela mulher cheia de combustão e força na voz, na verdade, tinha vulnerabilidades, como qualquer ser humano.

"Não sou uma performer natural. Sou uma cantora natural, mas na verdade, sou bastante tímida", disse ela ao Telegraph.

"Sabe como é? Não quero ser sentimental ou piegas, mas é como estar apaixonada, quando você não consegue comer e não descansa nunca. Mas no minuto em que você sobe no palco, tudo fica bem. Exatamente no minuto em que você começa a cantar."

3. Uma garota que sonhava com o futuro

Amy comumente é relacionada aos exageros com a droga e a bebida, e ao relacionamento tumultuado com o ex-marido Blake Fielder-Civil. Uma vida cheia de turbulências, mas que também tinha espaço para os sonhos.

"Estou tão feliz de estar aqui", ela diz a Bennett durante a gravação. "É uma história que vou contar aos meus netos, que contarão aos netos deles e que vão se assegurar de que os outros netos saberão."

4. Uma cantora dedicada a ser ainda melhor

Na entrevista, a cantora fala sobre o desejo de aprender a tocar guitarra ou trrompete. "Posso tocar adequadamente vários instrumentos, mas nenhum eu toco muito bem. Tocar um instrumento faz de você um cantor melhor. Quanto melhor você tocar, melhor será no canto. E quanto melhor você cantar, melhor você fica no instrumento."

5. O renascimento após a queda, mesmo que por curto período

O período que se seguiu após Back to Black, o segundo disco, foi de bastante turbulência, internações para se recuperar do vício em drogas e muita, muita briga com Fielder-Civil. À época, os paparazzis não poupavam Amy, expondo cada minuto de sua vida privada.

A gravação com Bennett marcava um momento de recuperação e vontade de viver da cantora. Ela aparentava estar mais saudável e animada. "A Amy que eu encontrei estava de volta ao seu melhor, o que fez com que nosso breve encontro tenha sido ainda mais comovente", diz o repórter que a entrevistou para o Telegraph.

Ela pediu desculpas pelo nervosismo, dizendo que era sua primeira vez, depois de um longo tempo, em um estúdio de gravação. "É bom voltar ao estúdio com o Tony. Ele é a única razão de eu estar aqui."

Relembre o resultado deste encontro - e a falta que Amy sempre vai fazer:

LEIA MAIS:

- Documentário sobre vida de Amy Winehouse vence Oscar

- 'Before Frank': Fotógrafo quer lançar livro com imagens inéditas de Amy Winehouse antes da fama

Também no HuffPost Brasil

Close
Amy Winehouse antes da fama
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção