Huffpost Brazil

Polícia Federal usou agente infiltrado para investigar grupo suspeito de terrorismo

Publicado: Atualizado:
BRAZIL TERRORISM
Oficiais patrulham sedes da Olimpíada no Rio de Janeiro | Mario Tama via Getty Images
Imprimir

A Polícia Federal (PF) recorreu a um agente infiltrado para ter acesso às conversas em que os investigados pela Operação Hashtag falavam sobre um possível ataque terrorista durante os Jogos do Rio, segundo reportagem da Folha de S. Paulo publicada neste sábado (23).

Segundo a matéria, ao ter acesso aos diálogos, as forças de segurança descobriram que, além dos planos para o Rio, o grupo cogitava um ataque no exterior. Em outro momento, falaram de ir à Síria, mas não conseguiram reunir recursos para a viagem.

Na última sexta-feira (22), a PF informou, em comunicado à imprensa, que um dos envolvidos no grupo investigado se entregou a uma equipe de policiais federais, na cidade de Vila Bela da Santíssima Trindade(MT).

Ler toda a história em Folha de S. Paulo

Também no HuffPost Brasil

Close
Ataques e ameaças do Estado Islâmico
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção