Huffpost Brazil

Para convencer democratas, Bill Clinton aposta em história de amor: 'Na primavera de 1971, conheci uma garota...'

Publicado: Atualizado:
BILL CLINTON
ASSOCIATED PRESS
Imprimir

"Na primavera de 1971, eu conheci uma garota".

Foi assim que, 25 anos após garantir sua nomeação pelo partido democrata, o ex-presidente dos EUA, Bill Clinton resolveu dividir com a plateia da Convenção Democrata uma história basante pessoal.

De acordo com Huffington Post, contar a história de amor do casal foi uma tentativa do 42º presidente americano de humanizar Hillary, que sofre com a rejeição e a baixa confiança dos americanos - e tem sua imagem negativamente afetada por um escândalo envolvendo e-mails sigilosos.

Em um discurso de 43 minutos - escrito pessoalmente por Bill Clinton, segundo seus assessores - ele contou detalhes do namoro, do nascimento da filha e tentou mostrar a face maternal de Hillary, narrando o episódio quando a atual candidata do partido democrata arrumou o quarto da filha Chelsea no dormitório da faculdade.

"Nós construímos uma vida preenchida de memórias".

Ele também retratou Hillary como uma força dinâmica para mudanças, uma lutadora pela justiça social e uma "líder natural" com um senso nato de responsabilidade.

"Hillary é unicamente qualificada para tomar oportunidades e reduzir os riscos que enfrentamos, e ela ainda é a melhor autora de mudanças que já conheci", disse.

Bill Clinton disse também durante discurso na convenção que Hillary é uma ativista pela justiça social desde a época que o casal estudava direito. Ele contou ainda sobre como ela prestou serviços de assistência legal para pessoas de baixa renda e denunciou uma escola segregacionista do Alabama na década de 1970.


Hillary foi oficializada na terça-feira
como a nomeada do Partido Democrata para a eleição presidencial de 8 de novembro, após ser derrotada em sua primeira corrida eleitoral em 2008, e se tornou a primeira mulher candidata de um grande partido na história dos EUA.

Também no HuffPost Brasil

Close
10 feitos de Hillary que nada têm a ver com Bill
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção