Huffpost Brazil

Donald Trump diz que foi sarcástico ao pedir para Rússia encontrar emails de Hillary Clinton

Publicado: Atualizado:
DONALD TRUMP
Carlo Allegri / Reuters
Imprimir

O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, tentou nesta quinta-feira (28) desqualificar o furor gerado pelo seu pedido para que a Rússia encontrasse emails deletados pela candidata democrata, Hillary Clinton, argumentando que estava sendo sarcástico.

Enquanto isso, em Moscou, um porta-voz do Kremlin disse a Washington que resolva seus próprios problemas com emails.

Na quarta-feira (27), Trump convidou a Rússia a buscar dezenas de milhares de emails "perdidos" da época em que Hillary era secretária de Estado dos EUA, levando democratas a o acusarem de pedir a estrangeiros que espionassem norte-americanos.

Mais tarde, ele minimizou comentários do chefe de campanha de Hillary, Robby Mook, de que suas declarações levantavam preocupações sobre a segurança nacional.

"Você deve estar brincando. A cliente dele, a pessoa dele, deletou 33 mil emails ilegalmente. Olhe para isso. E quando eu estou sendo sarcástico sobre algo...", disse Trump em entrevista à Fox News transmitida na quinta-feira.

Indagado se estava realmente sendo sarcástico, Trump rebateu: "É claro que estou sendo sarcástico. Eles sequer sabem, francamente, se foi a Rússia. Eles não têm ideia se foi a Rússia, se foi a China, se foi outro. Quem sabe quem foi?"

"Mas você tem 33 mil emails deletados, e o problema real é o que foi dito naqueles emails do Comitê Nacional Democrata", disse ele se referindo a emails do Partido Democrata que indicariam favorecimento a Hillary na disputa pela indicação do partido à Casa Branca e que foram divulgados pelo WikiLeaks no último fim de semana.

Também no HuffPost Brasil

Close
13 frases (apavorantes) de Donald Trump
de
Post
Tweet
Publicidade
Post isto
fechar
Slide atual

Sugira uma correção